quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Na contramão da mesmice, Prefeito de Itaporanga baixa decreto “contra fantasmas”


Demonstrando que chegou para moralizar o setor público municipal de Itaporanga (PB), o Prefeito Divaldo Dantas, com apenas 12 dias em seu mandato, decretou que os funcionários efetivos municipais deveriam, de forma imprescindível, comparecer nas sedes das secretarias em que estão lotados.

A determinação pedia aos servidores que retornassem aos órgãos de origem até esta quinta-feira (12), além de deixar expresso, as penalidade e instauração de processo disciplinar para apuração da falta funcional.

De acordo com o Decreto do Prefeito, os servidores públicos municipais que se encontrem cedidos aos órgãos dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, também deveriam comparecer à Secretaria da Administração, no prazo de 10 (dez) dias, a contar da sua publicação, que ocorreu no dia 02 de janeiro, sob pena de revogação da cessão.

Divaldo disse com exclusividade ao Portal DiamanteOnline, que a medida é dura, porém necessária para a organização do município. “Era necessário que todos os servidores do
município pudessem comparecer aos seus órgãos de origem para que pudéssemos ter uma radiografia de como está a estruturação da Prefeitura. Essa medida é uma necessidade para qualquer gestor municipal e nós já estamos fazendo gestão”, comentou.

“A nossa gestão irá refletir de modo transparente e intransigente os legítimos valores da administração pública, para isso, devemos praticar atos que nunca aconteceram aqui em Itaporanga, e isso se faz necessário”, finalizou.

A postura do Prefeito Divaldo Dantas, vai na contramão das antigas práticas de governar. A população almeja que a experiência administrativa privada de Divaldo também seja aplicada no setor público.

DOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!