segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

MPF detectou jato com 'voo suspeito' ao monitorar Eike nos EUA

Conduta do empresário era acompanhada por policiais federais e agentes americanos em Nova York


Autoridades policiais encontraram um jato particular com 'plano de voo suspeito' que poderia ser usado para a uma possível fuga do empresário Eike Batista ao monitorar o milionário, que estava em Nova York até o domingo (29).
De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, Eike foi monitorado policiais federais e agentes norte-americanos durante a estadia nos Estados Unidos.

"Procuradores no Rio e na Procuradoria Geral da República (PGR) checaram planos de voo de vários jatos brasileiros que poderiam estar nos Estados Unidos e auxiliar numa fuga, em especial um que partiu na mesma data do voo de saída do Rio e teve um plano de voo suspeito", informou a procuradoria em nota.

O empresário foi detido ao desembarcar no Rio de Janeiro na manhã desta segunda-feira (30) e levado para o presídio Ary Franco, na zona norte da capital carioca. Eike é suspeito de pagar propina de US$ 16,5 milhões ao ex-governador do estado Sérgio Cabral.


Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!