quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

JOSÉ BARROS SOBRINHO


Prefeito de Misericórdia – Primeiro Prefeito Eleito pelo voto popular - 1947 a 1951

Com o final do governo de Getúlio Vargas e. conseqüentemente, a redemocratização do país, quando aconteceu eleições em todos os níveis, José Barros Sobrinho tornou-se o primeiro prefeito de Itaporanga a ser eleito após o período ditatorial, concorrendo pela legenda do Parido Liberal. Ele governou o município de 30 de novembro de 1947 até o dia 30 de novembro de 1951. Filho de Rosendo Barros da Silva e Francisca Barros da Silva, José Barros nasceu no dia 12 de janeiro de 1914, no sitio Barra de Oitis, pertencente ao então distrito de Diamante. Casado com Marina Vieira Barros, teve quatro filhos: Manoel Marleno, Jeová, Luiz e Alberto Barros da Silva.

Apesar de ter cursado apenas o primário, José Barros era um homem intelectualmente preparado, tanto que chegou a lecionar na escola do professor Neves, um dos muitos educandários existentes em Itaporanga na primeira metade do século. Como prefeito, procurou sempre atender as necessidades do povo e melhorar os aspectos urbanísticos da cidade. Foi ele quem transferiu a feira-livre para o mercado público. Ele também promoveu a conservação das estradas ligando a sede aos vários distritos do município, e patrocinou a abertura de vários grupos escolares.

Militante político de todas as horas, José Barros foi nomeado tabelião e escrivão do Primeiro Cartório de Notas da Comarca de Itaporanga, no dia 08 de fevereiro de 1963. No dia 15 de novembro de 1972 foi eleito vice-prefeito de Itaporanga na chapa encabeçada por Sinval Pinto Brandão, sendo empossado no dia 31 de janeiro de 1973. Ele faleceu no dia 25 de novembro daquele mesmo ano. Em reconhecimento o tudo que representou, José Barros foi homenageado pelo município com a colocação do se nome na artéria que morou a antiga Rua Santa Terezinha (calçadão) e no Estádio Municipal.

Polidores da Pedra - Volume IV
Paulo Rainério Brasilino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!