sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Hotel de morto em acidente com Teori seria local de troca de propina

De acordo com delação, Hotel Emiliano, em São Paulo, era usado para reuniões de políticos investigados


Uma delação do dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa, revela que o hotel do amigo do ministro Teori Zavascki - também morto no acidente de avião da quinta-feira (19) - seria usado como ponto de encontro de políticos investigados.

Em depoimento, Pessoa disse ter se reunido com o presidente do Senado, Renan Calheiros, no Hotel Emiliano, do empresário Carlos Alberto Filgueiras. O peemedebista estaria hospedado no local para negociar doação à campanha do filho dele ao governo de Alagoas.

As informações são da coluna Painel, do site do jornal Folha de S. Paulo, desta sexta-feira (20).

O ex-ministro José Dirceu também seria próximo de Filgueiras, e chegou a viajar diversas vezes no avião que caiu no litoral do Rio de Janeiro.


Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!