segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

É possível diminuir a barriga com apenas 10 passos – veja como!


Inchaço na barriga e outras partes do corpo, muitas vezes, é um reflexo de maus hábitos alimentares e de saúde. Ao cuidar com carinho do seu corpo e escolher bem o que você coloca para dentro para nutri-lo, o equilíbrio do peso e a boa forma veem como meras consequências.

Conversamos com um nutrólogo para saber como atingir este objetivo sem fazer mudanças radicais no dia a dia ou sacrifícios – afinal, ser feliz é parte de ser saudável e equilibrado. Como diminuir a barriga?

1 - Beba muita água
Água é indispensável. Além de hidratar e contribuir para o bom funcionamento do corpo, quando gelada, a água acelera o metabolismo e ajuda a emagrecer.

Além disso, se você misturar alguns ingredientes aliados do emagrecimento, o resultado é ainda melhor. Por exemplo, você pode preparar água de berinjela ou água de gengibre, turbinando a bebida com ricas doses de nutrientes.

2 - Tome suplementos, caso necessário
Os suplementos não fazem milagre, mas podem ser aliados da perda de barriga quando a
pessoa se alimenta corretamente.

“Tomar suplemento de fibra pode ajudar. Tem cápsulas de picolinato de cromo, que é um mineral que faz com que a insulina aja de forma eficiente, evitando que o açúcar no sangue vire reserva, entre outros”, explica o nutrólogo Roberto Navarro sobre alguns suplementos que podem ajudar no emagrecimento.

Contudo, antes de sair tomando suplementos, procure um nutricionista ou nutrólogo para que ele indique o que é melhor para você. Até mesmo suplementos naturais podem ser prejudiciais quando tomados incorretamente ou em grande quantidade.

3 - Coma fruta com casca
A maior parte das fibras das frutas está em suas cascas. Portanto, sempre que possível, não descasque as frutas. Opte por apenas lavar bem a casca e comer a fruta inteira.

Além de ajudar no funcionamento do intestino, as fibras também fazem com que a absorção do açúcar seja mais lenta. Desta forma, você não terá picos de açúcar no sangue e o seu corpo não precisará produzir tanta insulina.

“Excesso de glicose no sangue depois da refeição é o vilão porque o corpo produz muita insulina, ocorrem picos altos de glicose no sangue e este excesso de glicose vira ácido graxo, que vira gordura e vai para o abdômen”, explica o nutrólogo.

4 - Coma salada
Ricas em fibras, a salada é indispensável em uma alimentação saudável, assim como as frutas. O ideal é começar as refeições pela salada porque ela promove saciedade e evita que você exagere desnecessariamente na comida.

5 – Não fique muitas horas sem comer
Comer várias vezes ao dia ajuda a manter o metabolismo ativo. De acordo com o Navarro, teoricamente, isso faz com que o organismo fique mais acelerado, apesar de não haver estudos que comprovem isso.

O importante é comer alimentos saudáveis em todas as refeições, principalmente nos lanchinhos, que não podem ser ricos em calorias. Porém, respeite a sua fome: não é preciso esperar estar faminto para se alimentar, mas também não é indicado que você coma mesmo sem um pingo de fome, pois isso confunde o centro de apetite no cérebro.

6 – Evite comer doces
O açúcar refinado é o grande vilão de quem está fazendo dieta ou sonha com uma barriga chapada. Por isso, os doces, especialmente os industrializados, devem ser evitados.

Os carboidratos refinados também viram açúcar facilmente. Portanto, tente diminuir também a quantidade de carboidrato que você consome e tente fazer substituições inteligentes.

Por exemplo, ao invés de usar açúcar branco para adoçar o café, opte por açúcar de coco, demerara ou mel, opções que não provocam pico de glicose no sangue.

7 - Faça exercícios
Claro que é importante cuidar da alimentação, mas aliar os bons hábitos à prática de exercícios físicos ajuda bastante. Não fique parado nunca.

Escolha uma atividade física que te dê prazer e pratique. Até mesmo uma pequena caminhada já é capaz de ajudar muita coisa na sua saúde e silhueta. O mais importante é praticar exercícios com regularidade.

8 – Não coma gordura trans
Segundo Navarro, a gordura trans consegue ser ainda pior que o açúcar porque ela não cumpre nenhuma função no nosso organismo.

“Gordura trans é óleo hidrogenado, geralmente óleo de soja com hidrogênio, e serve só para conservar mais, deixar os alimentos mais crocantes, é péssimo”, explica o nutrólogo.

Portanto, opte por alimentos naturais e fuja de produtos industrializados que têm gordura trans.

9 – Fuja dos corantes e conservantes
A gordura trans é um exemplo de produto usado como conservante e que é péssimo para a nossa saúde, mas existem muitos outros.

A melhor coisa é comprar alimentos frescos e orgânicos e preparar tudo em casa. Desta forma, você sabe exatamente tudo o que você está comendo. Passe longe de produtos industrializados, congelados e cheios de corantes e conservantes.

Além de fazer mal para a saúde, o excesso de toxinas pode provocar desregulações hormonais e acarretar o ganho de peso.

10 – Coma cereais
Os cereais são ricos em fibras e por isso ajudam a controlar a quantidade de açúcar no sangue e ajudam no funcionamento do intestino.

Por isso, inclua frutas com casca na sua alimentação, leguminosas, trigo integral, aveia, linhaça, chia, folhas, legumes e cereais em geral, sempre na forma integral.

De acordo com Navarro, até a batata pode ser consumida com casca.

Um cereal especialmente benéfico para a saúde é a aveia, que é tida como um dos segredos alimentares para a longevidade, além de ser indispensável no cardápio de quem quer emagrecer.

Show de dicas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!