sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Campinense a partir de hoje é comandado por técnico que lhe chamou de time “de merda”


As voltas que o mundo dá: ano passado ao ver o seu time (Salgueiro) eliminado da Copa do Nordeste pela Raposa de Campina Grande, o técnico Sérgio China não economizou impropérios e chamou o Campinense Clube de time “de merda”.

Hoje, à falta de melhores opções, o Campinense Clube contratou China para ser o novo técnico do time, certamente sem “merda” no puleiro da toca.

O Campinense antes levou um sonoro “não” de Francisco Diá e após muito mistério surgiu o nome do pernambucano Sérgio China, de 50 anos, como novo treinador da equipe para as disputas do Campeonato Paraibano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D de 2017.

O treinador já vai comandar a equipe na tarde de hoje de olho no Clássico dos Maiorais de domingo (22) pela quinta rodada do estadual.

Após a eliminação do Salgueiro, em entrevista à imprensa ano passado, China disse que o futebol da Paraíba era “uma vergonha” e que “precisa mudar muito para melhorar”.

Sobre o Campinense, em especial, ele chegou a chamar o time de “merda”. Depois, soube-se que de cabeça fria ligou para o presidente rubro-negro William Simões pedindo desculpa
pela declaração.

O ex-jogador Sérgio China iniciou sua carreira como técnico há pouco tempo. Em 2014, interinamente, assumiu o Náutico em duas partidas. Na temporada seguinte comandou o Salgueiro no Campeonato Pernambucano e fez história ao levar o Carcará à final, ficando com o vice.

Na Copa do Nordeste 2015 conseguiu classificar o time sertanejo às quartas, mas acabou caindo para o Ceará. No segundo semestre do mesmo ano, ainda assumiu o ABC de Natal em oito jogos da Série B, retornando ao Salgueiro para a temporada 2016, quando também trabalhou no América-RN.

Seu último clube foi o Serra Talhada.

Com A Palavraonline

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!