quinta-feira, 28 de abril de 2016

Câmara Municipal de Itaporanga aprova Projeto de Lei que reconhece de Utilidade Pública o Instituto Cultural Radegundis Feitosa Nunes


A Câmara Municipal de Itaporanga, aprovou na noite desta quinta-feira, 28 de abril de 2016, por unanimidade, um Projeto de Lei, proposto pelo vereador João Guimarães, que reconhece o Instituto Cultural Radegundis Feitosa Nunes - ICRAFEN. Todos os dez vereadores presentes foram unanimes em favor da propositura, que só não teve o voto do vereador Jaklino Porcino por o mesmo não ter comparecido a seção.

JUSTIFICATIVA

HISTÓRICO - Nascido em Itaporanga no ano de 1962, Radegundis Feitosa Nunes estudou com Edmilson Pinto e integrou a "Filarmônica Cônego Manoel Firmino" do Colégio Diocesano D. João da Mata, sob a direção do Sargento Severino Ferreira. Mudou-se para João Pessoa e começou a estudar no Departamento de Música recém- criado pela UFPB em 1981. Ao lado de outros músicos paraibanos, Radegundis foi responsável pela revitalização do cenário da música instrumental na Paraíba. 

Durante os estudos de Graduação foi orientado pelo Professor Jacques Ghesten, trombone principal da Orquestra Sinfônica da Paraíba na época e nos cursos de Mestrado e Doutorado pelo Professor Dr. Per Brevig, trombone principal do Metropolitan Opera House em New York-U.S.A. Foi premiado em concursos nacionais e internacional como o "East & West Artists" para debut no Canegie Recital HaU em New York, U.5.A. O incentivo aos jovens músicos do interior, além do seu papel enquanto educador musical na Universidade Federal da Paraíba - UFPB e o seu destaque alcançado como um dos melhores trombonistas do mundo fez de Radegundis um marco no cenário cultural paraibano. 

Falecido precocemente em julho de 2010, Radegundis deixou uma extensa e rica obra, ao 
interpretar músicas instrumentais eruditas e populares e disseminou em jovens alunos a ânsia e o desejo em dedicarem-se suas vidas a arte. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!