quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Avançam os testes com uma pílula que turbina a libido feminina

O FDA, agência que regula a venda de medicações nos Estados Unidos e que pauta boa parte do que recebe aval nessa seara pelo planeta, foi aconselhado pelo seu comitê a liberar a comercialização da flibanserina, comprimido que combate a falta de libido. Pelo visto, a era da pílula rosa está para começar. O remédio, que é rosa de verdade, interfere diretamente no sistema nervoso para aplacar o chamado transtorno de desejo sexual hipoativo (TDSH) em mulheres que ainda não chegaram à menopausa. Nos estudos com a flibanserina, que englobaram mais de 11 mil participantes, o número médio de relações sexuais satisfatórias por mês dobrou — pulou de 2,5 para cinco. Somando esse dado ao apelo de voluntárias que tomaram o comprimido, o conselho consultivo do FDA recomendou sua autorização, mas exigiu testes para apurar possíveis efeitos adversos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!