sábado, 19 de setembro de 2015

Secretário de Segurança discute em Itaporanga agravamento da violência no Vale e diagnóstico preocupa

Por Redação da Folha – O secretário de Segurança Pública e Desenvolvimento Humano do Estado, Cláudio Lima, participou de uma reunião na manhã desta quinta-feira, 17, no auditório do Tribunal do Júri do fórum de Itaporanga, para discutir o agravamento da violência no Vale e buscar caminhos para tentar reduzir os números da criminalidade regional, mas a tendência é fechar este ano com dados bem piores do que 2014.

Participaram do encontro promotores e juízes das comarcas regionais, além de comandantes dos policiamentos miliar e civil. O delegado-geral da Polícia Civil, João Alves, e o seccional interino, Glêberson Fernandes, estiveram presentes, assim como o comandante do Policiamento Militar do Sertão, coronel Jerônimo, e o comandante do 13º Batalhão, com sede em Itaporanga, major Guedes.

Os números mostram um agravamento da violência na região do ano passado para cá com o aumento considerável dos números de assaltos e homicídios. Em 2014, por exemplo, o quantitativo de assassinatos no Vale foi de 33, enquanto este ano já são 31 homicídios, e ainda faltam quase três meses e meio para concluir 2015, o que indica que o número de mortes vai superar o do ano passado, que já foi recorde para a região.

O prognóstico é que as estatísticas da criminalidade sejam ainda mais agravadas nos próximos meses, segundo o próprio secretário, durante sua fala, ao afirmar que a tendência histórica é o agravamento da violência nos últimos meses do ano. O encontro teve acesso restrito aos agentes de segurança pública. A reportagem da Folha só pode ficar no local por apenas 5 minutos e não foi possível se inteirar das propostas e estratégias para enfrentar o crescimento da criminalidade regional.

O encontro ocorreu poucos dias depois que um grupo de padres regionais divulgou uma nota denunciando o aumento da violência no Vale e pedindo providências. A presença do dr. Claúdio Lima em Itaporanga discutindo segurança foi uma novidade para a região, que raramente tem esse “privilégio”. Foto (Folha): secretário fala durante encontro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!