segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Presidente do PCdoB de Conceição diz que em 2016 os políticos devem debater o desenvolvimento social e econômico do município

O ex-vereador e presidente do PCdoB de Conceição (PB), Stherlan Emanuel, afirma que no projeto de 2016 deve ter como foco principal o desenvolvimento social e econômico do município.

Segundo Stherlan, Conceição parou de crescer economicamente e há muito tempo e o povo passou a ser dependente da Prefeitura, Estado e União, através de empregos, aposentadoria e programas assistenciais do governo.

“A nossa economia local só é aquecida quando é dia de pagamento destes, e uma cidade como Conceição não poderia ficar dependente apenas destas fontes de renda”, pontua.  

Segundo o ex-vereador, Conceição vem tendo através do cultivo da batata doce e de outras culturas, a perspectiva de outra fonte de renda econômica, mais ainda muito tímida e sem ajuda e acompanhamento do executivo, correndo o risco de acabar por consequência da estiagem prolongada, pouca quantidade de chuvas para encher as barragens.

“Também tem o fato do comércio local que gera parte dos empregos, que pode começar a demitir, se a crise continuar e poderia gerar muito mais empregos se Conceição tivesse outras fontes de rendas além das mencionadas”, comenta.

“É preciso que os políticos tomem outro rumo para disputa do próximo ano em Conceição, o que se desenha é um quadro de debates de quem fez mais ou quem foi menos produtivo nas gestões anteriores, o que não é bom, o que deve ter como foco é o desenvolvimento de Conceição, qual o programa de desenvolvimento que cada um vai trazer para o eleitor. Conceição tem um potencial grande, tanto hídrico com um solo fértil, como geograficamente, pois faz divisa com dois estados importantes como Ceara e Pernambuco que facilitaria escoamento de qualquer produto produzido em Conceição, seja ele industrial ou agrário. É preciso reduzir impostos e garantir incentivos, fomentar a cultura de cooperativismo para os agricultores. Na eleição passada se dizia que ninguém sairia de Conceição para o corte de cana, e esse cenário em nada mudou porque nada foi feito para mudar”, comenta.

No ponto de vista de Stherlan, a Câmara de Vereadores muito pode ajudar nesse processo, “é preciso parar de brigar e apresentarem propostas para Conceição avançar ao desenvolvimento, vivenciamos uma crise econômica no país, isso vai afetar o povo de Conceição e o crescimento, e os vereadores preferem a política pequena, é preciso que  a oposição faça seu papel, como a situação o seu de defender, porem a câmara não pode viver sempre como um cavalo de guerra sem produzir algo de positivo”.

Ao final, Stherlan diz que “Conceição é muito maior do que essas disputas de baixo nível, acho que deve se tomar outro rumo de debate, os dois principais grupos de Conceição já tiveram oportunidade de governar , já acertaram e já erraram em diversas coisas, é hora de parar de se auto proclamar de quem é melhor ou pior, devem mostrar como vão tirar Conceição desta estagnação econômica, porque Conceição é muito maior que tudo isso, e é dos políticos que devem partir o exemplo para os eleitores”, finalizou.

DiamanteOnline

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!