sábado, 12 de abril de 2014

Caso de empresário que atirou em bandido na PB é destaque na mídia nacional. [VIDEO]

Vítima disse que já havia sofrido outras tentativas de assalto e por isso não pensou duas vezes em se envolver na situação de extremo estresse para proteger a família e os bens 

A ação ousada de um empresário que reagiu à abordagem criminosa de um assaltante em João Pessoa, na quarta-feira (9), chamou a atenção de especialistas em segurança do Brasil sobre como se comportar em situações de perigo como essa.

A vítima disse que já havia sofrido outras tentativas de assalto e por isso não pensou duas vezes em se envolver na situação de extremo estresse para proteger a família e os bens.

Apesar do ato corajoso, os especialistas de segurança afirmam que a atitude oferece uma série de riscos, não só para a vítima, mas também para as pessoas que estavam em volta e poderiam ter sido feridas ou mortas.

O empresário ainda atirou três vezes contra o bandido, que fugiu de moto.


portalcorreio

'Nunca entrei na Câmara', diz servidora 'fantasma' de Sousa, na PB

Assessora da Câmara de Vereadores recebia dinheiro em casa. Vereador diz que seus assessores trabalham junto à comunidade.


"Ele me procurou em casa e fez a proposta. Eu sabia que meu nome estava lá, mas eu nunca entrei nem na Câmara", disse à reportagem da TV Paraíba uma das funcionárias investigadas pelo Ministério Público de Sousa, no Sertão da Paraíba, em um suposto esquema que desviou verbas usando 'servidores fantasmas' na Câmara de Vereadores.

saiba mais

A servidora se refere a um dos vereadores investigados, Evaldo Araújo Nascimento, que nega ter mantido uma 'funcionária fantasma' em seu gabinete na casa legislativa sousense. Segundo ele, seus assessores trabalham junto às comunidades e por isso não precisam frequentar o expediente na Câmara de Sousa.

A professora da rede pública no município de Sousa teme perder o emprego, depois de ter sido notificada pelo TCE por acúmulo ilegal de cargos públicos. Segundo ela, os pagamentos eram recebidos em sua casa pelos serviços não prestados, das mãos do próprio parlamentar. No contracheque o valor recebido por ela é de R$ 703 mensais.

O MPPB afirma que houve a prática de improbidade administrativa, falsidade ideológica e falsificação de documentos públicos, com a conivência do atual presidente da Câmara e seu antecessor.

O presidente da casa legislativa e outro parlamentar investigado já foram afastados por decisão judicial. De acordo com o procurador da câmara, José Braga, representante do ex-presidente da casa, Eduardo Medeiros, o vereador não teve qualquer envolvimento na suposta fraude. O advogado do vereador Nedimar de Paiva, também afastado, preferiu não responder à denúncia.

Dados do sistema sagres do Tribunal de Contas do Estado (TCE) revelam o nome da servidora na folha de pagamento, como assessora de Evaldo Nascimento, entre os meses de junho de 2013 e janeiro deste ano. Porém, ela admite que não trabalhou um único dia na Câmara de Vereadores de Sousa.

Servidores fantasmas
O afastamento de vereadores foi determinado pelo juiz Diego Fernandes Guimarães no dia 3 de abril. Segundo a decisão judicial, há indício concretos de que os parlamentares cometeram irregularidades e tentaram influenciar possíveis testemunhas.

"Relativamente ao atual presidente, o dolo é ainda mais cristalino e a conduta mais reprovável, notadamente porque, além do descrito acima, tentou frustrar a investigação do Ministério Público, buscando resolver o problema por meio de “acordo entre os envolvidos”, praticou crimes de falsidade ideológica e falsificação de documento público, além de se omitir quando os atos vieram à tona, deixando de instaurar procedimento administrativo para apurar as irregularidades", afirma a ação civil pública do MP-PB.

Ruy Carneiro abre o jogo: "Não tem espaço pra Cicero na chapa de Cássio Cunha Lima"


Cícero corre risco de levar outra rasteira do PSDB

Depois de ser ‘escanteado’ nas eleições de 2010, o senador Cícero Lucena (PSDB) corre sério risco este ano de sofrer mais uma rasteira do seu partido. Pelo menos foi o que deixou no ar, nesta sexta-feira, o deputado federal Ruy Carneiro, presidente da legenda tucana na Paraíba, durante entrevista concedida em João Pessoa.

Quando questionado se o senador Cícero Lucena teria a garantia do PSDB para disputar a reeleição, o dirigente tucano foi evasivo: “Eu não sei o que vai acontecer com Cícero; sinceramente eu não sei”.

Ruy deixou claro que a postulação dependerá do cenário político que está se desenhando na Paraíba. “Nós temos que aguardar os acontecimentos. Não posso falar em formação de chapa agora porque nada está decidido. Agora, se você me perguntar se Cícero tem o direito e a legitimidade de ser candidato, eu vou dizer que sim. Porém, não sou eu quem vou decidir”, sentenciou o presidente do PSDB.

Essa não é a primeira vez que o prestígio do senador Cícero Lucena (PSDB) parece está em baixa dentro no ninho tucano. Em 2010, ele não conseguiu convencer seu partido que era a melhor opção para se candidatar a governador e acabou ficando de fora da disputa.
À imprensa, Cícero tem repetido que será candidato à reeleição, mas nos bastidores, o que se especula que o candidato a senador na chapa encabeçada pelo PSDB será o petebista Wilson Santiago.

Tião Lucena

Saúde de Itaporanga movimentou quase nove milhões de reais no ano passado

As maiores despesas foram com servidores e material de consumo


Por Redação da Folha – O Fundo Municipal de Saúde de Itaporanga, que é gerido pela Secretaria Municipal de Saúde, movimentou 8 milhões e 857 mil reais no ano passado, conforme dados do Tribunal de Contas do Estado.

A maior despesa em 2013 foi com a folha de pessoal, que consumiu cerca de 6,5 milhões de reais. O elevado gasto com servidores é resultado do expressivo número de funcionários, grande parte deles contratada, que a secretaria tinha no ano passado.

Outras duas grandes despesas do fundo em 2013 foram com material de consumo, cerca de 740 mil reais pagos, mas o montante de empenho alcançou mais de 1,1 milhão reais, e serviços de terceiros (pessoa física e jurídica), que chegaram a 765 mil reais, sem considerar as contas que foram empenhadas e não pagas.

Apesar do bom volume financeiro movimentado em 2013, a secretaria encerrou o ano sem conseguir pagar todas as despesas que contraiu com fornecedores e funcionários durante o exercício financeiro no período referido. 

Cadê a Pajero da FPF?


Os interventores nomeados para dirigir a Federação Paraibana de Futebol durante o afastamento de Rosilene Gomes, estão esquentando as respectivas cabeças na tentativa de localizar uma perua Pajero, de propriedade da FPF, que, segundo eles, teria sumido misteriosamente. Segundo se sabe, a FPF possui uma frota de três veículos possantes: duas Pajeros e uma S10. Depois que Rosilene se foi da Federação e chegaram os interventores, de logo foi dada busca nos carros, porém, em que pese a intensa procura, até agora apareceram apenas a S10 e uma das duas Pajeros.

Comenta-se que a presidente afastada, ao ser indagada sobre o paradeiro do veículo, informou que ele tinha sido penhorado numa reclamação trabalhista.

Blog do Tião

Imagem do dia: Camioneta é cada de Agildo!


Os parabéns a Agilando por recuperar a "caminheta de Agildo". Não podemos deixar se acabar, ao relento esse patrimônio que é a cara de seu pai. Essa camioneta tem história. Vale mais o sentimental que o valor econômico.


www.portaldovele.net

Justiça manda Cicero Lucena devolver salários recebidos indevidamente


O senador Cícero Lucena (PSDB) foi condenado pela Justiça Federal a restituir à União os pagamentos recebidos indevidamente de aposentadoria de ex-governador cumulativamente com o subsídio do cargo eletivo que ocupa atualmente, no Senado...

Conforme denúncia do Ministério Público Federal (MPF), os valores recebidos pelo senador extrapolam o teto constitucionalmente fixado em R$ 26 mil, chegando o parlamentar a receber mensalmente a quantia de R$ 45 mil.

A decisão foi publicada na edição da última quarta-feira do Diário da Justiça Federal. Na época, o MPF acionou, além do senador Cícero, os ex-governadores José Maranhão, Wilson Braga e Ronaldo Cunha Lima, que, após o seu falecimento, teve o processo desmembrado, visando a celeridade processual.

Na decisão, a juíza da 3ª Vara Federal, Cristina Garcez determina que os valores a serem ressarcidos serão datados a partir do ajuizamento da ação pela União, que ocorreu em 2011. No entanto, os valores serão atualizados monetariamente a contar de cada recebimento indevido, acrescidos de multa de 1% ao mês. Por entender que não houve má-fé por parte do senador, a juíza não determinou o ressarcimento dos valores recebidos antes da ação.

No caso dos ex-governadores Wilson Braga (PV) e José Maranhão (PMDB), a juíza Cristina Garcez julgou improcedente a ação de ressarcimento proposta contra os dois ex-governadores. Contra José Maranhão, o MPF pediu ressarcimento dos valores pagos entre fevereiro de 2003 a fevereiro de 2009. Em relação ao atual deputado Wilson Braga, a denúncia era relativa ao período de 2007 a janeiro de 2011.

À União, a juíza determinou a observância quanto ao pagamento do subsídio de senador da República a Cícero Lucena, devendo, para tanto, adicionar ao valor da pensão de ex-governador recebida do Tesouro estadual o subsídio recebido pelo cargo de senador, até alcançar o teto máximo, de R$ 26 mil, pagando-lhe somente a diferença.

Tião Lucena

Senadora Gleisi Hoffmann, depenando o senador tucano Cássio Cunha Lima


Senadora Gleisi Hoffmann, depenando o senador tucano Cássio Cunha Lima. Veja o vídeo:


O peixe nosso da semana santa


A Empasa empresa do Governo do Estado, mantenedora em nossa cidade da estação de Piscicultura de Itaporanga, inovou este ano na venda de pescado, a começar pelo caminhão que transportava os mais de mil quilogramas de peixe vivo, das especies ali cridas.


Outro ponto importantíssimo frisado pelo gerente Pablo, é que o pescado da estação não será mais vendido fora de nossa cidade, garantindo assim a venda periodicidade do produto. A mercadoria foi pouca para os consumidores que queriam obter um produto de alta qualidade a preços acessíveis. Todo o peixe foi vendido a seis reis, onde o preço médio por quilo é de R$10,00 fora da semana santa onde os consumidores pagam mais pelo produto.

www.potaldovale.net

Raissa Lacerda propõe debate sobre alcoolismo e outras drogas nas escolas municipais


A vereadora Raissa Lacerda (PSD) de posse de uma pesquisa realizada, entre os anos de 2006 e 2013, que ouviu 4.607 entrevistados, em todo o Brasil, pela Universidade Federal de São Paulo (USP), que mostra um levantamento do consumo de álcool, cocaína, crack e maconha, pretende discutir esse tema que aflige várias famílias na Câmara Municipal de João Pessoa.

A parlamentar alerta não só para o elevado número de adolescentes e adultos que experimentaram algum tipo de drogas, como também, para o consumo elevado e contínuo, dessas drogas e do álcool.

Raissa Lacerda destacou os efeitos e as consequências que a dependência pode causar e disse estar preocupado com a influência dessas drogas lícitas e ilícitas no aumento da violência.

' Como forma de prevenção às drogas e ao álcool, Raissa pretende discutir com as entidades vinculadas as áreas de saúde e de dependência às drogas, de um projeto de lei, que permita a inclusão nas escolas da rede municipal de ensino, em João Pessoa, do tema “alcoolismo e outras drogas” em suas atividades curriculares e extracurriculares.

Ela acredita que “será uma boa contribuição para promover o debate sobre o tema, e prevenir o consumo e dependência dessas drogas”, disse.

Blog do Tião

Matadouro público é reaberto em caráter provisório, em Itaporanga


Após três anos de portas fechadas, o Matadouro Público municipal de Itaporanga é reaberto de forma provisória, com novas adequações exigidas pelos órgãos fiscalizadores.

O Prefeito Audiberg Alves, entregou entrego a estrutura aos comerciantes itaporanguenses por volta das 13h desta sexta-feira (11).

(Prefeito cumprimenta o Diretor do Matadouro)

De acordo com a Prefeitura, a reabertura será apenas por oito meses e após esse período, o  município contará com o novo matadouro modelo, que seguirá todas as exigências da Vigilância Sanitária e do Ministério da Agricultura.

Imagens abaixo:


O novo Matadouro dará melhores condições para o abate de animais, processamento de carnes e sua comercialização e contará com profissionais capacitados, e primará por uma rigorosa qualidade de higiene, e possuirá todos os equipamentos necessários, adotando um modelo de alto padrão.

Com uma estrutura moderna, o matadouro será composto de galpão principal, bloco administrativo, vestiários, currais, estação de tratamento de efluentes, além de necrotério e um crematório.

No dia que antecedeu a entrega do Matadouro provisório, o prefeito juntamente com o Promotor Reinaldo Serpa, além de assessores da Prefeitura, realizaram uma palestra, na qual a pauta principal foi às regras a serem seguidas pelos usuários da estrutura.


O Promotor Reinaldo Serpa relatou sobre a situação em que se encontrava com o fechamento do Matadouro e fala sobre o acordo feito entre o Ministério e a Prefeitura: “Esse levantamento da interdição é temporário, é uma espécie de acordo entre o Ministério Público e a Prefeitura, a gente reconhece que o matadouro sofreu um passivo de alguns anos de descaso, e nós do Ministério Público, quanto representantes da sociedade, de você, das famílias de Itaporanga, entendemos que o Matadouro fechado seria mais prejudicial do que a situação atual, o pessoal noticiava abatimento a beira do rio, em locais impróprios e insalubres, o que contaminava a carne para o consumo humano. Ciente disso tudo, nós fizemos um acordo para que o Matadouro Público de Itaporanga após algumas medidas que foram atendidas, para voltar a funcionar no prazo de oito meses, que é o prazo estipulado para que o novo Matadouro seja construído pela Prefeitura Municipal de Itaporanga”, concluiu Reinaldo.

A obra está orçada no valor de R$ 653.287,90, este grande investimento realizado pelo próprio município, o prefeito Audiberg Alves adiantou que o dinheiro para a construção já se encontra na conta da prefeitura e que o reabrimento seguirá todas as normas feitas pelo Ministério Público. “Não estava nos nossos planosreabrir o antigo Matadouro, nosso interesse era de imediato seguir para a construção do novo Matadouro, mas aconteceu esse problema, o meu compromisso é com Itaporanga, sofri várias críticas por estar reabrindo o Matadouro, não vim pra prefeitura para fazer política, esse não é meu interesse, eu vim na verdade pra prestar serviço para a população, e é isso que estou fazendo. (...) Fizemos uma audiência pública, politicamente isso não rende nada, mas fui pra dá uma satisfação para a população, porque eu acho que as coisas têm que serem conversadas, e eu quero que vocês vejam o maior esforço que a gente teve para atender essa necessidade da população, eu estou satisfeito em partes, só vou estar satisfeito mesmo quando vocês estiverem inaugurando o Matadouro Público, isso é um compromisso meu com a população, quero dizer a vocês que venho economizando e que esse dinheiro já está depositado em conta.Gostaria de pedir humildemente a vocês que façam do Matadouro uma extensão da casa de vocês, pois nós temos compromisso com o pessoal que mora naquela localidade”, concluiu.


Feliz com a liberação do local, o Prefeito, juntamente da sua equipe de governo, realizaram uma visita ao local, que já funciona e possibilita os comerciantes realizarem suas atividades, sem empecilhos.

Assessoria

Entre janeiro de 2010 e março deste ano, o Estado da Paraíba registrou 7.332 mortes por diabetes


A alimentação inadequada rica em massa, gordura e açúcar agiu de maneira silenciosa no organismo do jornalista Jorge Lobato, que há 10 anos enfrenta a diabetes.

A doença do metabolismo da glicose, causada pela falta ou má absorção de insulina, pode trazer consequências graves, inclusive a morte, se não for bem tratada.

Dados do Ministério da Saúde (MS) mostram que 5,3% da população paraibana ou 194.881 pessoas possuem diabetes. Já entre janeiro de 2010 e março deste ano, o Estado registrou 7.332 mortes por diabetes, conforme os dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade na Paraíba.

Hoje com 54 anos de idade, Jorge enfrenta uma série de consequências provocadas pela falta de cuidados com a saúde.

Ele contou que a diabetes foi adquirida pela má alimentação e pelo “pavor” que sentia de uma consulta médica. “Eu era muito ativo, trabalhei durante 23 anos como repórter, era uma pessoa que comia de tudo e muito e não me preocupava com a saúde, até sentir os primeiros sintomas da doença”, contou. Para o jornalista, por ser silenciosa, o organismo recebeu os primeiros sinais da doença quando ela já tinha atingido seu organismo de forma considerável.

“Eu comecei a sentir a boca seca, com sede, comecei a urinar mais e sentia coceira pelo corpo, então fui aconselhado a consultar um médico. O resultado dos exames mostrou que minha glicose estava em 335, quando o normal é entre 90 a 110. Eu pesava 147 quilos na época, hoje estou com 90 quilos”, lembrou. Mas os problemas estavam apenas começando.

Internado durante 19 dias, três dedos dos seus pés tiveram que ser amputados, além dos dois calcanhares e a parte de cima do seu pé direito. “Eu lembro que o médico tentou de tudo para não amputar minhas pernas e conseguiu, mas eu fiquei limitado a uma cadeira de rodas”, frisou.

Outro problema que surgiu como consequência da doença foi a retinoplastia, uma alteração na retina que provoca cegueira.

“Hoje eu não enxergo com o olho esquerdo e o direito tenho entre 30% a 40% de visão, mas na verdade só vejo vultos”, lamentou. Ele fez um alerta e um pedido para a população. “Eu investiguei toda a minha família para saber se essa doença poderia ser genética, mas no meu caso não era. Me alimentei mal e não cuidei da minha saúde. Faço um alerta para que as pessoas pensem na sua saúde, façam pelo menos uma vez ao ano exames de sangue, visitem o médico. Eu tenho consciência das consequências. O que mais quero agora é poder ver a minha neta, de 4 anos de idade, se formando”, disse ele.

TRATAMENTO

O jornalista Jorge Lobato realizava, através do Sistema Único de Saúde (SUS), um tratamento a laser para melhorar a visão, mas desde o ano passado não consegue uma sessão, que custa em média R$ 350. Ele conta que conseguiu fazer oito sessões. Vivendo do auxílio-doença, utilizado especialmente para a compra de medicamentos, ele não tem condições de arcar com mais um tratamento. Atualmente, Lobato precisa tomar medicamentos para outros órgãos que também foram afetados pela doença.

POSTOS DE SAÚDE OFERECEM TRATAMENTO

De acordo com os dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade na Paraíba da Secretaria Estadual de Saúde, foram notificados 7.332 mortes por diabetes, entre janeiro de 2010 e março deste ano. Em 2010 foram 1.718 óbitos; em 2011, 1.921; 2012, 1.730 óbitos; 2013, com 1.747 mortes e; 2014, com 216 óbitos (até março).

Conforme Vanja Raquel Vasconcelos, do Núcleo de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SES, a principal meta do tratamento do diabetes é controlar os níveis de glicose por isso ele deve ser feito pela Atenção Primária em Saúde. Pela rede pública ele é oferecido nas Estratégias de Saúde da Família, os populares postos do PSF. Na rede particular, o tratamento é realizado por endocrinologistas

De acordo com ela, o Programa Saúde Não Tem Preço promove a ampliação da rede Aqui Tem Farmácia Popular, que disponibiliza medicamentos gratuitos para hipertensão e diabetes nas farmácias credenciadas desde fevereiro de 2011.

As medicações distribuídas através do SUS para o tratamento do diabetes estão na Relação Nacional de Medicamentos: (Renam), a lista que é revista e atualizada a cada dois anos e inclui os medicamentos para cuidados básicos para o controle do Diabetes e da Hipertensão Arterial.

Para quem faz uso de insulina, o Ministério da Saúde financia os tipos NHP e Regular. As complicações do diabetes são tratadas em hospitais públicos ou privados.

JP-Online

Comer gente pode, bicho não, vai decidir a Câmara dos Deputados


Os próprios deputados quase se mijaram de rir quando se reportaram a inclusão na pauta para votação, nos próximos dias, de uma proposta que proíbe e torna crime a exploração sexual de animais em filmes pornográficos. Caso o projeto vire lei, será proibida em todo o país a comercialização, exibição e circulação de filmes com cenas de sexo entre seres humanos e animais. Quem infringir a norma estará sujeito ao pagamento de multa e a pena de três meses a um ano de prisão, que poderá ser aumentada em até um terço, conforme a gravidade do caso.

Há acordo entre os líderes partidários para acelerar a votação da proposta. A análise do requerimento de urgência, que puxará o texto diretamente das comissões para o plenário, estava entre as prioridades da Casa nesta semana. Mas, assim como outros itens, acabou tendo a votação adiada para a próxima semana.

“Esse projeto é um anseio da sociedade, que não tolera ver animais, que não optam por esse trabalho, serem explorados e violados sexualmente nessas práticas de zoofilia”, defende o autor da proposição (PL 6267/13), deputado Ricardo Izar (PSD-SP), presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Direito Animal e do Conselho de Ética da Casa.

Crise de risos

A inclusão do assunto na pauta da Casa gerou crise de risos entre as lideranças partidárias no momento em que discutiam quais projetos seriam examinados no chamado esforço concentrado. “Quer dizer que pessoas podem fazer pornô, mas animais, não?”, brincou um deles. O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), chegou a perder a fala de tanto rir. “Quando propus a votação do projeto na reunião de líderes, todos riram. Até brinquei: alguém aí gosta? Então, todos aceitaram incluir a proposta na pauta”,

Tião Lucena

Escândalo: ONG é vendida livremente na internet; valor cobrado pela entidade é de um milhão de dólares


Uma Organização Não Governamental (ONG) foi colocada a venda na internet, em um site de classificado eletrônico.

O anúncio está escrito da seguinte forma: “Atenção! Empresários, políticos e investidores. Rara oportunidade.

Vendo empresa antiga, totalmente legalizada e com tudo em ordem. Uma ONG com cerca de dez anos, uma oportunidade única no mercado. Valor: um milhão de dólar”.

Em uma investigação do repórter Écliton Monteiro, para o Correio Debate, da 98 FM, se chegou até um  homem que se disse ser o presidente da ONG ‘Projeto Amigo da Alegria’. Ele  negocia a instituição e fala como é fácil conseguir dinheiro através dela. O negcoiante afirma que a ONG está totalmente legalizada, com nome patenteado e com título de menção honrosa concedido por uma Assembleia Legislativa.

“O valor que a gente está pedindo é um milhão de dólar. O senhor querendo ver a documentação, entra, olha analisa e se quiser pagar a proposta”, disse o homem alegando que o preço cobrado não seria muito caro diante da possibilidade de lucro.

“Ela tem um leque incrível para arrecadação. Caindo na mão de uma pessoa influente e de um político influente ele consegue recursos no estado, no município, no Governo Federal em várias áreas”, confessou.

O homem explicou que a ONG foi fundada no Estado do Ceará e tem abrangência em Fortaleza (CE), Recife (PE), Caruaru (PE), Salvador (BA) e Mossoró (RN).

A Receita Federal confirmou que a ONG está ativa. No entanto, o Ministério Público da Paraíba afirma que vender organização do tipo é ilegal.

“A Constituição Federal estabelece que essas entidades, ou associação e fundação,  elas gerenciam patrimônio social. Então qualquer negociação envolvendo essas entidades é  ilegal. Então a notícia reportada pela internet é uma atividade ilícita e ilegal”, disse o curador da Promotoria de Fundações na Paraíba, Alexandre Jorge.

De acordo com Alexandre Jorge, quem tenta cometer o ato irregular na venda do que não pode ser negociável pode está cometendo a pena de “estelionato” e pode pegar até cinco anos de prisão.

Roberto Targino - MaisPB

Maira, a bandeirinha chamada de gostosa por treinador expulso em SC, exibe corpo sarado em rede social

Fotos de bandeirinha chamada de gostosa por técnico de futebol em Santa Catarina vira sucesso na internet

A bandeirinha Maíra Americano Labes, que pertence ao quadro de árbitros da Federação Catarinense de Futebol, mostra que merece o rótulo de gostosa. Após ser chamada de gostosa pelo técnico de futebol do Juventus Celso Teixeira no último sábado, quando reclamou da assistente e foi expulso, a loira caiu na graça dos internautas e suas fotos viraram sucesso nas redes sociais. Confira abaixo:


Por dentro da boca: passeio alerta para as doenças vocais


Quem estiver em São Paulo nos dias 12, 13 e 16 de abril poderá visitar uma boca enorme e inflável montada no Parque do Povo para a 16ª Campanha Nacional da Voz — a iniciativa é fruto da parceria entre a Academia Brasileira de Laringologia e Voz e Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial. As pessoas que visitarem a estrutura encontrarão dicas, curiosidades e vídeos sobre os cuidados com o aparelho vocal — tudo para que possam aprender, de maneira interativa, como se prevenir das principais doenças que acometem a região. O passeio proporcionará ainda uma visão privilegiada de como são e funcionam os órgãos e elementos dessa parte do corpo – dentes, amígdalas, cordas vocais, entre outros. Uma atividade divertida e, ao mesmo tempo, importante para toda a família!

16ª Campanha Nacional da Voz
Datas: 12, 13 e 16 de abril
Local: Parque do Povo
Endereço: Av. Henrique Chamma, 420 – Pinheiros
Horário: das 9 às 17 horas

Saúde é Vital

FILHOS DE COREMAS FESTEJARÃO NA ASFITA


Filhos e Amigos da cidade de Coremas, no Vale do Piancó, vão se encontrar, em grande festa e a partir das 20h00 deste sábado, dia 12 de abril, na sede da Associação dos Filhos de Itaporanga (Asfita), em João Pessoa, em noite de muita animação e confraternização.

A festa está sendo coordenada pela agência de eventos Brilhante Comunicação, gerenciada pelo ativista cultural Luiz Brilhante, e será animada com apresentação-show de um dos melhores interpretes do cancioneiro romântico regional Josalbo Licarião - também filho de Coremas -, bem como, pela Banda Xique-Xique.

Os contatos, para essa noitada que muito promete, estão sendo mantidos pelos fones (83) 8790-6911 e 9940-2952. O prefeito da cidade, Antônio Lopes, capitaneará grande contingente de correligionários e amigos, todos conterrâneos, no evento.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

PMDB pode levar Anísio Maia ao Conselho de Ética da Assembleia Legislativa

A bancada do PMDB na Assembleia Legislativa pode levar o deputado estadual Anísio Maia  (PT) a responder no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa.

Anísio deixou a liderança da bancada de oposição na ALPB queixando-se de que os peemedebistas estavam querendo lhe proibir de falar em determinados assuntos.

Disse ainda que alguns deputados de oposição faziam jogo duplo, quando no Legislativo criticavam o Executivo, mas mantinham conversar com o governador Ricardo Coutinho.

O deputado estadual Gervásio Filho (PMDB) afirmou que se sentiu atingido pelas declarações de Anísio e que irá tomar as providências cabíveis contra o petista. Gervásio disse que não aceita as insinuações de jogo duplo e de que o seu partido deve tomar posição sobre o assunto. "Meu comportamento na ALPB de assuidade e de posicionamento responde a tudo isso", comentou.  

Gervásio Filho lembrou que a bancada de oposição mudou, com acréscimo de parlamentares, e os novos integrantes querem o rodízio. "Eu não tenho o menor interesse em ser líder da oposição. Já fui líder e não quero mais", sustentou. 

O deputado peemedebista estranhou que um parlamentar do PT estivesse fomentando o distanciamento com o PMDB. "No momento em que as oposições não se entendem,  quem ganha com isso são os candidatos de Aécio Neves e de Eduardo Campos. É uma pena que o deputado Anísio aja dessa forma. Sou muito precavido e vou escutar as entrevistas que ele concedeu, antes de tomar qualquer atitude", avisou.

A Executiva Estadual do PMDB se reuniu na manhã desta sexta-feira na sede do partido, em João Pessoa. Um dos assuntos tratado foi justamente essa crise criada com os ataques do deputado petista à bancada de oposição na Assembleia Legislativa.

Hermes Di Luna 

Homenagem a Rachel Sheherazade gera protestos em João Pessoa


Ativistas sociais protestaram na tarde  desta quarta-feira, 9,  contra a jornalista e âncora do telejornal SBT Brasil, Rachel Sheherazade,  agraciada pela Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) com o Diploma de Honra ao Mérito. Com cartazes que diziam, entre outras coisas, #sheherazadenaonosrepresenta, os militantes ligados a entidades feministas e de defesa da população LGBT, causaram desconforto ao evento idealizado pelo vereador Helton Renê (PP).

Nas redes sociais, especialmente, no Facebook, a homenagem a Sheherazade também gerou polêmicas, com alguns internautas apoiando e outros repudiando a homenagem.  “Não podemos nos refutar diante da postura que ela tem como profissional. É uma pessoense, uma paraibana que conquistou visibilidade nacional com um trabalho sério. Mesmo que todos não concordem com as opiniões da jornalista, sabemos que Sheherazade tem instigado o brasileiro a pensar, pois todos estão acostumados com a informação trabalhada sem nenhum viés crítico ou esclarecedor”, afirmou Renê em matéria divulgada no site oficial da Câmara de Vereadores da capital.

Em seu perfil eletrônico a ONG Cunha Coletivo Feminista escreveu: “O Jornalismo que não respeita os diretos humanos não representa o povo”. A entidade também postou na internet fotos do protesto contra a jornalista.

Em defesa de Rachel, o também jornalista Wellignton Farias, postou o seguinte no Facebook: “O problema é que Rachel Sheherazade tem batido pesado contra os mensaleiros dos PeTralhas. Ai querem calar a sua voz. Liberdade de imprensa também não é esconder as podridões dos que estão no poder. É incrível como se defende a mordaça da imprensa quando o jornalista fala o que não é conveniente aos que estão no poder (…) É preciso acabar com essa história de que a corrupção do adversário é deplorável, mas a corrupção dos seus é inofensiva e até útil”.

Contra Sheherazade também se posicionou o professor do Departamento de Comunicação da UFPB Carmélio Reynaldo Ferreira: “Muita gente, mesmo contra a opinião de Sherazade, a tem defendido em nome da liberdade de expressão. Há, porém, um equívoco aí: essa liberdade tem limites na legislação, na ética e no bom senso, aspectos que devem ser observados por quem ocupa o papel de emissor em veículos de comunicação de massa. Essa liberdade não contempla o direito à defesa da tortura, do linchamento, da pedofilia, do estupro e de qualquer outra forma de ação proibida por lei. Ela ultrapassou os limites e, por isso, deve arcar com as consequências, juntamente com a rede de TV”, opinou.

Já a presidente licenciada da Associação Paraibana de Imprensa (API), Marcela Sitônio, destacou o trabalho da homenageada: “Defendo a liberdade de expressão para todas as pessoas e não apenas para aqueles que querem falar o que eu quero ou me agrada. Rachel é feliz ao defender o direito de se expressar”. O interessante é que Sheherazade não pertence ao quadro de filiados da API, muito menos do Sindicato dos Jornalistas da Paraíba ou de São Paulo, conforme apurou o presidente do diretório municipal do PSOL de João Pessoa, Renan Palmeira.

Helton entrega diploma a Sheherazade | Foto: ASCOM/CMJP

“O que há no meu coração hoje é muita alegria, e me sinto tão acolhida por todos em João Pessoa. Não é cômodo incomodar, e incomodar é duro. Travo batalhas todos os dias contra minorias – muitas vezes raivosas – e poderosos, que muitas vezes querem usurpar de mim o meu direito de falar e de me expressar. Ser reconhecida na sua terra, em seu Estado, não tem preço. É mais que uma honra ser homenageada por esta Casa na qual já fiz tantas matérias jornalísticas. Ser acolhida por tanta gente é o que me ajuda a ter forças para continuar a fazer o meu trabalho”, disse Rachel Sheherazade, em um dos pronunciamentos durante a sessão especial de homenagem.

“E quero dizer que sou uma cidadã brasileira, uma jornalista, e que não abro mão dos meus direitos. Coragem eu tenho, vontade e certeza do que vou falar também. Esse não é o direito só da jornalista que fala ao povo, mas o dos brasileiros de se expressarem. Muitos morreram em nossa Pátria pelo direito de falar e hoje muitos não dão valor a isso, que não é um privilégio, é um direito”, salientou Sheherazade.

De férias em João Pessoa, Sheherazade continua tendo seu nome envolvido em controvérsias. Seu afastamento da apresentação do telejornal do SBT teria suscitado comentários de que a jornalista teria sido afastada devido a pressões de setores do governo federal, sob ameaça de cortar contratos de publicidade com a emissora de Silvio Santos caso a paraibana continue emitindo suas opiniões reacionárias na bancada do televisivo do SBT.

Diversos movimentos sociais, principalmente os movimentos negro, de mulheres e LGBT, tem defendido boicotes aos veículos de comunicação que promovam baixarias, estimulem preconceitos ou atentem contra os direitos humanos elementares. Durante a primeira Conferencia Nacional de Comunicação (Confecom), foram aprovadas varias resoluções que recomendam aos gestores públicos o não investimento em publicidade nos veículos de comunicação que praticam os chamados “crimes de mídia”, como os que Sheherazade tem promovido.

Na Paraíba, comunicadores como Samuka Duarte, Anacleto Reinaldo e Fabiano Gomes estariam enquadrados nessa modalidade midiática de ataques aos direitos humanos e a dignidade humana.

Direto do Sanhaua

Câmara federal define datas para votação do piso dos agentes comunitários de saúde

Votação ficou para o próximo mês


Por Isaías Teixeira/Folha do Vale - O Projeto de Lei 7.495/2006, que fixa o piso dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias, deverá ser votado pelo plenário da Câmara dos Deputados entre os dias 13 e 14 do próximo mês de maio. O agendamento ocorreu após acordo entre o presidente da Casa, deputado Henrique Eduardo Alves, e dirigentes partidários. O piso era para ser votado no ano passado, mas foi adiado.

O piso prevê uma remuneração equivalente a dois salários mínimos (R$ 1.448) ou R$ 950, sem descontos trabalhistas. Mas o Governo Federal não quer pagar sozinho a conta do reajuste, o que poderá sobrar para as Prefeituras. O piso atual, estabelecido por uma portaria do Ministério da Saúde, é de R$ 950, mas com descontos trabalhistas.

Ainda de acordo com o projeto, os agentes também terão direito à aposentadoria especial, devido aos riscos de contágio de doenças infectocontagiosas decorrentes do contato direto e quase diário com os portadores de enfermidades durante os atendimentos.

Os agentes comunitários de saúde e de combate às endemias prestam um relevante serviço à população. O trabalho preventivo feito diariamente por esses homens e mulheres, que merecem ter uma remuneração à altura da sua importância, tem contribuído para o melhoramento de índices de saúde no país inteiro, como a queda no número de mortalidade infantil.

E o maior beneficiado com a atuação do agente comunitário é a população carente. É ele quem mede a pressão arterial de casa em casa; acompanha a gestação do bebê; faz a pesagem das crianças para detectar a subnutrição infantil e ainda orienta os pais para uma alimentação correta dos pequenos. A mesma importância tem os agentes de combate a endemias, que têm se destacado no combate direto ao mosquito causador da dengue. 

Guinness: «A Morte esqueceu-se de mim», diz indiano de 179 anos


Um sapateiro reformado da Índia alega ter nascido em Janeiro de 1835, o que faz de Mahashta Mûrasi não só o ser humano mais velho do mundo, mas também o homem que mais anos viveu na História, de acordo com o Guinness World Records.

As autoridades indianas avançaram que o homem nasceu numa casa em Bangalore no dia 6 de Janeiro de 1835. A partir de 1903 passou a viver em Varanasi.

Trabalhou nessa cidade até 1957, altura em que se reformou... aos 122 anos.

«Estou vivo há tanto tempo que os meus bisnetos já morreram há anos», explicou Mûrasi. «De algum modo, a Morte esqueceu-se de mim. E agora já não tenho esperança. Ao olhar para as estatísticas, ninguém morre com mais de 150 anos, muito menos com mais de 170. Neste ponto acho que sou imortal ou algo assim», considerou, citado pela imprensa internacional.

Segundo o WorldNewsDailyReport.com, todos os documentos de identificação do homem confirmam a sua versão, mas até ao momento, nenhum exame médico confirmou a veracidade da sua alegação. O último profissional de saúde que Mûrasi visitou morreu em 1971, de modo que são escassas as informações sobre o seu historial médico.

Diario Digital

“Conseguiram estragar a Petrobras”, lamenta Fernando Henrique


Brasília (DF) – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse nesta quarta-feira (9) que a mobilização para impedir a instalação da CPI da Petrobras no Senado só aumenta a suspeita sobre a gestão da estatal. “Conseguiram estragar a Petrobras e o etanol. Isso é uma proeza”, afirmou ele durante discurso na  Associação Comercial do Rio (ACRJ).

Fernando Henrique Cardoso fez críticas à gestão da presidente Dilma Rousseff no que diz respeito à crise no setor energético e defendeu a investigação da compra da Refinaria de Pasadena. Segundo ele, a Petrobras é uma empresa símbolo da capacidade técnica e empresarial brasileira, por isso, todos os fatos da negociação devem ser apurados.

“É difícil entender tanto acúmulo de erros na questão energética. Conseguimos combater erradamente a inflação segurando e tabelando preços. Sem contar a Petrobras que hoje está mal. A presidente tem de explicar o que não sabe em relação às recentes irregularidades descobertas na Petrobras com esse caso de Pasadena. Ter dificuldades em três setores energéticos ao mesmo tempo é uma proeza e um erro político”, sentenciou.

Fernando Henrique lançou seu livro “O Improvável Presidente do Brasil” para uma plateia de empresários, personalidades políticas e jornalistas, criticou a desvalorização do Real pela alta inflação e afirmou que o próprio mercado e a sociedade, que recebe salários, vão forçar o governo a ser mais prudente.

“O Real já passou da adolescência e a população aprendeu que ele tem que valer e que isso significa muito para cada um de nós. A estabilidade da moeda não é algo garantido para sempre. É preciso ter uma continuidade política. E eu confio que nós sejamos capazes disso”, avaliou.

As informações são do jornal Estado de S. Paulo na sua edição desta quinta-feira (10) e da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ).

PSDB

Já definido, ex-prefeito de Itaporanga recepcionará Cássio nesse domingo

Pré-candidato ao governo participa de encontro regional do partido


Por Redação da Folha – O ex-prefeito de Itaporanga, Djaci Brasileiro, já está definido para o pleito de outubro. Presidente do diretório municipal do PSDB, ele vai abraçar a candidatura de Cássio Cunha Lima, que desembarcará em Itaporanga nesse domingo, 13, quando participará de encontro regional do partido em Conceição.

Djaci e seus aliados políticos recepcionarão o senador no campo de pouso de Itaporanga a partir das 8h da manhã e seguem com a comitiva para Conceição. Além do apoio à pré-candidatura Cunha Lima, o ex-prefeito também vai apoiar Lindolfo Pires para estadual e Pedro Cunha Lima, filho de Cássio, para a Câmara Federal.

Pelo outro lado, o prefeito de Itaporanga, Audiberg Alves (PTB), anunciou publicamente nesta sexta-feira, 11, apoio à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB). 

Confirmado: PSC e PTB se afinam com PSDB na Paraíba


O prefeito de Catolé do Rocha, Leomar Benício Maia (PTB), que esteve em uma recente reunião com o senador e pré-candidato ao governo, Cássio Cunha Lima (PSDB), disse, que Cássio havia feito um pedido especial a ele (Leomar), em relação ao apoio do prefeito a candidatura para deputado federal, de um recém chegado à futura coligação majoritária lidera pelos tucanos.

Segundo informou Dr. Leomar, Cássio confirmou que já está praticamente acertado a vinda do grupo Gadelha, capitaneado pelo ex-senador Marcondes, para a coligação que indicará o tucano a postulação de futuro candidato ao Governo da Paraíba.

Na conversa que teve com Cássio, em que também estava presente o deputado federal Ruy Carneiro, o senador pediu encarecidamente ao amigo, Leomar Maia, que endossasse a candidatura de Leonardo Gadelha (filho de Marcondes) para disputar uma vaga na Câmara Federal.

“Cássio confirmou que receberá o apoio dos ‘Gadelhas’, e em troca vai ajudar na reeleição de Leonardo, abonando a parceria em quatro municípios, e para isso em nome da velha amizade, estarei à disposição de pedir humildemente aos meus amigos e correligionários, para que juntos possamos apoiar Leonardo Gadelha, uma jovem promessa da política paraibana, que nas vezes que assumiu a vaga (Leonardo é suplente), demonstrou preparo e vontade de ajudar ao povo paraibano, em especial aos sertanejos, berço e habitat da tradicional e histórica família Gadelha, que teve na pessoa de José de Paiva, o seu grande patriarca”, disse Leomar Maia.

Durante a campanha de 2012, quando das eleições municipais, Leomar Maia já havia se disponibilizado a apoiar a reeleição do tucano Ruy Carneiro para a Câmara Federal, e este compromisso somente será quebrado, com o consentimento do parlamentar.

“Durante a nossa conversa, eu disse ao senador Cássio, que por ele eu faço qualquer coisa, dentro das nossas possibilidades, para ajudar na sua caminhada rumo ao Palácio da Redenção. Não tenho nenhum problema em apoiar o nome de Leonardo Gadelha, mas neste caso, precisava do aval do companheiro Ruy, e este se mostrou coeso em torno do projeto ‘Cássio Governador’, e me deu carta branca para apoiar o jovem Léo Gadelha”, afirmou o prefeito Leomar.

Perguntado sobre a expectativa de número de votos que ele (Leomar) poderá dar ao candidato Leonardo Gadelha (PSC), o prefeito foi enfático na resposta:

“Não sei precisar quantos votos poderemos dar a Léo, pois acho que o voto pertence ao povo, e a democracia é soberana, nela quem manda mesmo é o povo. Mas por outro lado, não vou medir esforços em pedir aos nossos amigos, nossa gente, um votinho para os nossos candidatos, de presidente a deputado estadual, pois pedir é um direito de todos, e eu também tenho esse direito. Acredito nos nossos amigos, companheiros e correligionários, e juntos vamos lutar mais uma vez pelo bem de nossa Catolé”, finalizou Leomar Maia.

O Partido Social Cristão (PSC), ao qual Leonardo Gadelha está filiado, e que é presidido por Marcondes Gadelha, seu pai, ainda não bateu o martelo, mas tudo caminha para uma parceria com Cássio Cunha Lima, e se isto vier acontecer, Leonardo será o candidato a federal do prefeito Leomar Maia.

CatoleNews

Rachel Sheherazade recebe homenagem da CMJP nesta quarta-feira


A Câmara Municipal de João Pessoa realizará nesta quarta-feira (9), às 15h, uma Sessão Especial para entrega do Diploma de Honra ao Mérito à jornalista e âncora do  SBT Brasil, Rachel Sheherazade. A propositura do vereador Helton Renê (PP) foi aprovada desde novembro do ano passado, mas como a apresentadora mora em São Paulo, a homenagem só será possível agora, uma vez que ela está passando férias na capital.

Rachel Sheherazade é natural de João Pessoa e ficou conhecida nacionalmente após um vídeo postado no YouTube, em que criticava o Carnaval, em fevereiro de 2011. Na época, a jornalista trabalhava na TV Tambaú. Após a repercussão, ela foi contratada pelo SBT, a convite de Sílvio Santos. Ao longo desses três anos, na bancada do SBT Brasil, de segunda a sexta-feira, a jornalista continua com seu estilo marcado por comentários polêmicos.

“Nem todo mundo pode concordar com as opiniões que Rachel possui, mas não podemos negar que ela é uma paraibana, uma pessoense, que conquistou um grande destaque na mídia nacional e devemos ovacionar isso através da CMJP. Nada mais justo”, justificou Helton Renê.

Sheherazade é formada em Jornalismo pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) é servidora do Tribunal de Justiça da Paraíba desde 1994 (atualmente licenciada). Começou a carreira trabalhando na Tv Correio, afiliada paraibana da Rede Record. Alguns meses depois, foi convidada para a TV Cabo Branco, afiliada da Rede Globo no Estado. Já em 2003, tornou-se apresentadora do Tambaú Notícias, telejornal da TV Tambaú, afiliada do SBT. 

Assessoria

Polícia encontra R$ 63 mil embaixo de cofre que foi roubado no Sertão da Paraíba

A Polícia Civil encontrou na quarta-feira (9), parte do dinheiro que teria sido roubado de uma fábrica de café na cidade de Sousa, no Sertão paraibano, no domingo (6).

De acordo com o delegado seccional do município, Sylvio Rabello, R$ 63 mil em espécie estavam escondidos embaixo da parede de uma das gavetas do cofre, que havia caído antes do roubo.

A Polícia Militar, à princípio, acreditava que os assaltantes tivessem levado R$ 130 mil.

O assalto aconteceu na noite do domingo. Quatro homens armados e encapuzados chegaram na fábrica em um Ford Focus cinza e renderam o vigilante, que foi amarrado para facilitar o roubo. Os homens arrombaram dois cofres e pegaram o dinheiro, que foi colocado no carro.

Segundo o delegado, a sala onde estavam os dois cofres que foram arrombados pelos assaltantes estava trancada e isolada e o dinheiro foi encontrado apenas durante a perícia, que foi realizada na tarde de quarta-feira (9). “Durante a avaliação dos peritos, verificamos que uma das gavetas de um dos cofres havia desabado e, embaixo dela, estava o dinheiro”, disse Sylvio Rabello.

A polícia entrou em contato com o dono da fábrica e entregou o dinheiro que foi encontrado. Ele contou à polícia que não sabia que o dinheiro estava escondido embaixo do cofre e que no dia do roubo, os policiais viram os cofres vazios e todos acreditavam que os assaltantes tinham levado os R$ 130 mil. “Estamos com uma equipe investigando o caso para tentar identificar e localizar os assaltantes”, explicou o delegado. Até as 9h desta quinta-feira (10), ninguém havia sido preso.

Segundo a PM, no dia do crime, um carro da polícia cruzou com o veículo em que os assaltantes fugiam, mas eles não foram abordados pelos policiais porque os soldados ainda não haviam recebido o registro do assalto. O veículo usado pelos assaltantes foi abandonado horas depois.

G1

PT nega a Vargas solidariedade de mensaleiros


Em privado, André Vargas queixa-se de solidão. Considera-se abandonado pela cúpula do PT. Pelo menos não perdeu inteiramente o contato com a realidade. De fato, está só. O partido o fritava desde o final de semana. Lula achou melhor acelerar o processo. E deu com a frigideira na cabeça do companheiro.

Ao migrar do noticiário de política para o de polícia, Vargas subverteu a rotina do PT. Na sua anormalidade normal, o partido habituara-se a tratar os seus delinquentes com o mesmo tipo de deferência concedida aos membros de uma grande família. Que deve ter seu bom nome protegido mesmo quando se sabe que as acuações são verdadeiras.

O escândalo que engolfou André Vargas levou o petismo a concluir: o único crime que a solidariedade familiar não cobre, além de matar a mãe, é manter um relacionamento monetário com um doleiro chamado Alberto Youssef e deixar pistas para a Polícia Federal descobrir em pleno ano eleitoral.

Pressionado a renunciar ao mandato, André Vargas topou licenciar-se da Câmara por 60 dias. Espremido novamente, abdicou nesta quarta-feira da poltrona de vice-presidente da Câmara. Levado ao Conselho de Ética, tornou-se uma cassação esperando para acontecer. Fora isso, tudo vai muito bem no PT. Tudo sempre vai muito bem no PT. Nesta quinta-feira, a legenda reúne sua Executiva. Vão tratar de André Vargas.


Sem oposição, CCJ do Senado aprova CPI 'ampliada' da Petrobrás

Proposta pela base do governo, Comissão de Inquérito propõe investigar casos que envolvem o PSDB de Aécio Neves e o PSB de Eduardo Campos, ambos pré-candidatos à Presidência.

Brasília - Sob protestos da oposição, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta manhã, em votação simbólica, a proposta de se instalar a CPI "ampliada" da Petrobrás. Os oposicionistas fizeram questão de não participar da votação do parecer do senador Romero Jucá (PMDB-RR), favorável a investigar a estatal e ao mesmo tempo casos que envolvem o PSDB de Aécio Neves e o PSB de Eduardo Campos. Essa decisão deve ser analisada esta tarde pelo plenário do Senado.

Principal foco da oposição era investigar a compra da refinaria de Pasadena, no Texas 

Desde terça-feira, quando iniciou a discussão na CCJ, os oposicionistas criticam a ação da base aliada de não permitir a instalação da CPI do Senado para investigar exclusivamente as suspeitas que pairam contra a Petrobrás. O principal foco da oposição era investigar a compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA). Conforme o Estado revelou, a presidente Dilma Rousseff, que na ocasião presidia o Conselho de Administração da Petrobrás, votou a favor da operação, mas alegou ter tomado a medida embasada em um resumo "falho" e "incompleto".

Numa reação, os governistas propuseram na semana passada uma CPI "combo", para investigar Petrobrás e também irregularidades no metrô de São Paulo e do Distrito Federal, além do porto de Suape, em Pernambuco. Sem querer arcar com o ônus de barrar a CPI, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), mandou sua decisão para ser analisada pela CCJ.

Na sessão desta quarta da CCJ, o debate entre base e oposição foi acalorado. O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PT-PE), defendeu a proposta de se incluir outros assuntos no requerimento de criação da CPI da Petrobrás. "O que estamos travando aqui é um debate eminentemente político. A oposição quer fazer uma CPI da Petrobrás para transformar um palanque. Vamos para a CPI, mas vamos investigar tudo", afirmou.

O líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes Ferreira (SP), chamou a CPI proposta pela base aliada de "chapa branca" e "diversionista". O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) disse que a base aliada, maioria no Senado, não está respeitando o direito das minorias. "O que se está fazendo aqui é, na prática, um estupro ao que diz a Constituição", criticou Randolfe.

STF. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) anunciou durante a sessão que vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal para impedir que o Senado instale a CPI da Petrobrás proposta pela oposição. Adotando a mesma tática dos oposicionistas, que na terça entraram com mandado de segurança questionando a CPI "ampliada" da base aliada, Gleisi disse que é preciso ter coerência.

"Quero dizer a esta comissão que, assim como a oposição, apresentaremos também um mandado de segurança ao Supremo Tribunal Federal com base nos mesmos argumentos para que se conceda uma liminar para que se suspenda a instalação da CPI por não atendimento da determinação e conexão dos fatos", afirmou.

A afirmação de Gleisi deu início a um bate-boca com Aloysio Nunes, que disse à senadora que ela "está no mundo da lua". "A senhora não quer CPI e ponto final", disse o tucano em reação à afirmação da petista de que "falta coerência à oposição". Gleisi rebateu dizendo que os tucanos têm que explicar os motivos pelos quais não permitiam a criação de CPIs durante o governo Fernando Henrique Cardoso.

Ex-ministra da Casa Civil de Dilma, Gleisi tem tomado a frente na defesa dos interesses do governo. Na semana passada, após a oposição protocolar o requerimento que pede a instalação de uma CPI exclusiva da Petrobrás, a senadora colocou uma questão de ordem, alegando que os objetos propostos são desconexos e, portanto, a comissão seria inconstitucional. São quatro os objetos propostos nessa CPI, todos referentes à estatal.

A oposição, que entrou com recurso na terça no Supremo, espera uma decisão favorável para instalar a CPI que tratará apenas da estatal.