sábado, 1 de fevereiro de 2014

Destacamento Policial incentiva condutores de veículos a estacionarem de maneira correta em Praça de Diamante

Tendo em vista manter a ordem pública e diminuir os riscos de acidentes envolvendo pedestres e veículos automotores, nos finais de semana na cidade de Diamante, uma guarnição, formada pelo Sargento Severo e o Sd. Ezivan, deu início a uma campanha de incentivo aos condutores estacionarem seus veículos de forma mais segura.

De acordo com o Sargento Severo, a iniciativa é que os donos de veículos estacionem na mão correta, sem congestionar a rua, já que era de costume dos visitantes e diamantenses deixarem seus veículos amontoados na praça, sempre aos finais de semana.

“Só queremos o bem para a sociedade diamantense. Iremos orientar todos os condutores que por ali passarem, com o decorrer do tempo tudo ficará tranquilo”, garantiu o Sargento.

A medida foi tomada após perceber que além do amontoado de veículos, a pratica aumentava a possibilidade de uso de som automotivo em volume extremo, pequenas colisões envolvendo motociclistas e até acidentes.

Segundo Severo, ele comunicou à prefeitura que no local precisaria de placas de sinalizações, indicando que ali não poderia estacionar veículos, onde obteve a resposta imediata que seria providenciada a sua reivindicação.

DiamanteOnline

Avaliando a gestão de Itaporanga


Francisco Nicolau (Chico do Mogi) - Conversa começa hoje. Um governo desgovernado! Desde que os jovens itaporanguenses começaram a votar, tinham em mente um simples objetivo: mudar a postura de um governante no município, eleger um prefeito que tivesse uma nova cara, que fosse diferente de todos os que até então passaram pelo poder, mas este objetivo foi por água abaixo. Pelo menos é o que está se desenhando neste mandato do atual prefeito de Itaporanga.

Mandato este que foi esperado com muito entusiasmo por todos os cidadãos itaporanguenses. Quando se começa um mandato de prefeito procura-se pessoas que sejam compatíveis com as secretarias que vão ocupar, pessoas habilitados naquela área que irão prestar serviço, mas neste governo o que se vê é o contrário: o secretário de infraestrutura, no mandato passado, fazia mudas de plantas na secretaria de Agricultura; o secretário de Administração, até pouco tempo, era prestador de serviço no colégio padre Diniz; o diretor de trânsito não tem nenhuma formação na área.

Pelo menos acertou em três secretárias, que, diga-se de passagem, são capacitadas nas áreas que ocupam, um grande exemplo é sua digníssima esposa Naura, secretaria de Ação Social, que atende a população com muita dignidade. Outra muito capacitada é Aparecida, na secretaria de Saúde. Pode não fazer muito pelo povo, mas tem conhecimento na pasta e tem recursos para fazer. Outra capacitada é Zilene, na Educação. Enfim, três pastas acertadas. Basta o prefeito deixar que façam o trabalho sem cor partidária.


Pelo outro lado, não foi positiva a maneira que o prefeito Berguim encontrou para solucionar o problema do trânsito, tirando os garis que faziam os serviços de limpeza da cidade para serem fiscais. E o pior de tudo é que não contratou ninguém para substituir os garis. Com os que vinham trabalhando, a Prefeitura não dava conta do lixo, imaginem agora. Isto é uma vergonha, onde estão os vereadores que não entraram com uma ação junto ao Ministério Público contra este descalabro. Desvio de função, isto é um crime: tirar pessoas concursadas no município para gari e desviar botar para fiscal de trânsito. Faça concurso prefeito.

Outro aperreio que o prefeito Berguim terá pela frente é encontrar uma maneira de demitir funcionários contratados no seu governo que tem dois empregos, se realmente o TCE intimou o prefeito, ele é o brigado a cumprir. Já imaginou quantas vagas irão sobrar!

Globo, Folha e Abril passam recibo e lançam o #FicaHelena


É impressionante como desde ontem diversos colunistas dos principais grupos de comunicação do país estão produzindo artigos em tom de indignação pela saída da ministra da Secom, Helena Chagas.

Além disso, publicam notinhas que mais parecem mensagens crifradas com um certo toque de ameaça. Um exemplo, esta do Gerson Camarotti em que ele diz que foi Dilma que ordenou sigilo acerca da escala em Lisboa.

O recado é direto. Helena Chagas cumpriu ordens ao omitir o fato.

A quem interessa veicular esse tipo de informação? Essa pergunta certamente faz parte das conversas palacianas na manhã de hoje.


Dilma e Helena Chagas, que esteve à frente da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República desde janeiro de 2011 (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

Helena Chagas é pessoa de bom trato e talvez merecesse a camaradagem dos colegas de profissão. Mas a questão é outra. Em sua passagem pela Secom, a ministra não mexeu um dedo nos interesses de Globo, Abril, Folha, Estadão e quetais. Mesmo com todas as transformações que se deram na área de comunicação nos últimos anos, o governo age como se estivéssemos na década de 80. Não é só a distribuição de verbas publicitárias que é um escândalo. Mas também a relação com os veículos. O governo federal ainda não conseguiu perceber que pode falar com mais de mil veículos sérios espalhados por todos os cantos do Brasil. E continua falando com apenas meia dúzia de chantagistas.

As notas espalhadas em todos os cantos tratando a substituição de Helena como um quase golpe, são o recibo da chantagem. Os sinais são de guerra. O que se quer com isso é dizer a Dilma: Tudo bem, você pode substituí-la, mas dias piores virão.

A saída de Helena Chagas já foi decidida. Thomas Traumann será o seu substituto. O jogo que parece estar sendo jogado neste momento é o de enfraquecer o novo ministro. E tentar com isso garantir a permanência do dono do caixa da publicidade, o publicitário Roberto Messias. Que é quem faz a distribuição de verbas. E que é a pessoa que faz de conta, com um discurso supostamente técnico e que não fica em pé, que o cenário da comunicação de hoje é exatamente igual ao de 2000.

Dilma não parece dar muita bola para a torcida quando toma uma decisão. Mas mesmo assim é bom acompanhar essa disputa. Já deve ter gente cavocando o lixo da casa de Thomas Traumann.


Ex-prefeito de Conceição deve reunir seu grupo nos próximos dias para discutir sucessão estadual

Grupo liderado por Alexandre Braga vai definir rumo que tomará para o pleito de outubro


Por Redação da FolhaDe acordo com o vereador Luís Paulino (PRB), o grupo político liderado pelo ex-prefeito Alexandre Braga (PTB) ainda não definiu o nome que apoiará para a sucessão estadual em outubro, mas, conforme o parlamentar mirim, Alexandre deve reunir o grupo no começo dessa semana para discutir as eleições vindouras.

Paulino enfatizou que o grupo, que tem cinco vereadores e vários ex-parlamentares mirins, está unido e deve seguir assim para o pleito de 2014 e 2016. “Estamos unidos e mais fortalecidos a cada dia”, comentou, ao informar que caberá a Alexandre Braga indicar o candidato a governador que será trabalhado pela oposição no município, mas ressalva que o quadro sucessório no estado ainda se encontra nebuloso em face da indefinição de Cássio Cunho Lima (PSDB), o que, segundo ele, dificulta uma tomada de posição das liderenças locais e regionais.

Durante o encontro também serão discutidos os nomes que o grupo apoiará para deputado estadual e federal. Os candidatos ainda não estão totalmente definidos, e uma posição definitiva somente depois da reunião. “Ainda não sabemos se Wilson Braga será ou não candidato a estadual novamente, por isso não podemos afirmar nada agora”, enfatizou o vereador, que ainda está disposto a acompanhar o velho Braga, caso ele dispute a reeleição, o que é pouco provável em função de sua idade avançada. “Uma hora ele diz que o candidato é ele; outra hora diz que é sua esposa Lúcia, e ninguém sabe como vai se resolver isso”.

Veja 10 cuidados para quem vai declarar o IR pela primeira ve

Uma das principais dicas é não deixar declaração para a última hora


Quem recebeu no ano de 2013 rendimentos considerados tributáveis pela Receita Federal terá de prestar contas ao Leão. E, se esta for a primeira vez que o contribuinte preencherá a declaração do Imposto de Renda (IR), é preciso tomar alguns cuidados.

Será obrigado a declarar o IR o trabalhador que recebeu, em todo o ano passado, valor igual ou superior a R$ 25.661,70 (total estimado pelos especialistas, ainda a ser confirmado pela Receita Federal).

Com a ajuda de especialistas, o G1 listou dez dicas nas quais o contribuinte deve prestar atenção antes de enviar o documento. As dicas são de Rodrigo Paixão, coordenador de IR da empresa H&R Block, e de Ricardo Gutterres, supervisor da área de IR da consultoria Coad.

VEJA DEZ DICAS ABAIXO

1) É preciso ter em mãos os documentos que comprovam os ganhos de 2013, como informes de rendimentos fornecidos pelos empregadores e recibos de aluguéis. Normalmente, esses documentos são disponibilizados em meados de fevereiro.

2) Antes de escolher o modelo de declaração, o contribuinte precisa ficar atento ao que for mais vantajoso para o seu perfil. Ele pode optar por entregar a declaração no modelo simplificado ou no completo. No primeiro, ele tem desconto de 20% sobre a renda tributável, limitado a R$ 15.197,02, e, no segundo, usa todos os gastos para definir a restituição. No final, depois de preencher a declaração com todos os dados necessários, o programa da Receita Federal irá indicar a melhor opção para cada caso.

3) Antes de enviar, é preciso revisar todos os dados preenchidos na declaração. A Receita cruza as informações do contribuinte com as fornecidas pelas fontes pagadoras. Uma vírgula em um lugar errado pode levar o contribuinte a cair na malha fina. Em 2013, por exemplo, a omissão de rendimentos foi o principal motivo de incidência na malha fina.

4) Se esta for a primeira vez que o contribuinte vai fazer a declaração, é ainda mais importante não deixar a obrigação para a última hora. Nas últimas horas, o sistema da Receita costuma ficar congestionado, e o contribuinte poderá ter dificuldade para baixar os programas e enviar sua declaração.

5) Caso o contribuinte declare como dependentes a mulher, o companheiro, os filhos, os pais ou outras pessoas, deverá observar se eles receberam rendimentos tributáveis durante o ano, pois esse valor também será considerado.

6) Se houve mudança de emprego em 2013, o contribuinte precisa ficar atento. Muitas vezes, o contribuinte esquece de incluir as informações referentes ao trabalho anterior. Esse erro pode custar caro. Além de ficar retido na malha fina, a pessoa poderá ter de pagar multa e juros, caso o resultado aumente o imposto a pagar.

7)  Rendimentos isentos de IR como férias vendidas, por exemplo, devem ser declarados na seção “Rendimentos isentos ou não tributáveis”. O contribuinte deve ficar atento também a rendimentos com tributação na fonte, como fundos de ações, para não pagar duas vezes por isso.

8) Antes de entregar a declaração, quando houver imposto a pagar, o contribuinte deverá optar por pagar o imposto através de Darf (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) ou selecionar a opção de débito automático, informando os dados bancários. É possível parcelar o imposto devido em até oito cotas. No caso de ter imposto a restituir (receber), o contribuinte precisará informar uma conta corrente para crédito da restituição.

9) É importante cadastrar uma conta bancária que o contribuinte não planeje encerrar no curto prazo, pois, caso haja restituição a receber, é nessa conta informada que o depósito será feito.

10) Quando houver dúvida no preenchimento da declaração, a dica é que o contribuinte busque ajuda da Receita Federal ou de um serviço especializado. Todo ano, faculdades costumam prestar esse serviço de forma gratuita.

G1

Biometria na Paraíba foi a que mais entregou títulos e atendimento agendado recomeça segunda

Na última sexta-feira (30), uma avalanche de pessoas se dirigiu ao prédio onde funciona a Justiça Eleitoral em Campina Grande a fim de fazer o recadastramento biométrico. A correria foi porque os campinenses pensavam que se tratava do último dia estabelecimento pela Justiça Eleitoral para o recadastramento. O Fórum Eleitoral Desembargador Evandro de Sousa Neves que funciona na Liberdade, ficou lotado o dia todo. Além do mais, centenas de pessoas aguardavam na fila, fora do prédio a vez de ser atendida.

O equivoco no entanto, traduz uma realidade na Paraíba. Os eleitores estão atendendo a convocação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), e procurando os postos cadastrados pela justiça para fazer o recadastramento e assim, evitar o cancelamento do título eleitoral. No Fórum Eleitoral de Campina Grande, a procura pelo recadastramento cresceu de forma significativa nos últimos dias.

O mutirão da biometria, realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba durante o mês de janeiro, elevou a média de atendimentos diários em João Pessoa e Campina Grande. Com isso, a Paraíba atingiu o primeiro lugar no ranking dos estados que mais entregaram novos títulos biométricos no primeiro mês de 2014, ao avançar 14% em relação a dezembro.

Em João Pessoa, o total de atendimentos em janeiro subiu de 2.600 eleitores para 3.500, quase 1.000 a mais por dia. Na quinta-feira (30), com o maior recorde de atendimentos, foram 4.600 eleitores na Capital que realizaram a biometria. Em Campina Grande, a realidade não é diferente. A média de atendimentos, que em dezembro estava em 1.500, passou ao longo do mês de janeiro para 2.000, fechando na última semana do mutirão da Biometria com 2.600 eleitores por dia.

Segundo levantamento realizado pela Secretaria de Tecnologia da Informação do TRE-PB, foram entregues na Paraíba durante o mutirão 129 mil novos títulos biométricos, sendo 75 mil em João Pessoa e 47 mil em Campina Grande. Na Rainha da Borborema o TRE já conseguiu recadastrar mais de 60% dos mais de 250 mil eleitores.

Entre dezembro e janeiro, o número absolutos de títulos eleitorais recadastrados subiu de 478 para 607 mil. Em João Pessoa, o aumento foi de 247 para 322 mil novos títulos. E em Campina Grande de 134 para 181 mil novos títulos.

Após o mutirão da biometria, realizado durante o mês de janeiro, o Tribunal retorna na próxima segunda-feira (3) ao atendimento apenas por agendamento em todos os postos de biometria. Apenas o Procon Estadual, continuará atendendo normalmente quem comparecer de modo espontâneo. "É claro, se o eleitor que agenda não comparecer e for possível, será atendido quem eventualmente comparecer nos demais locais”.

Para facilitar o acesso ao Sistema de Agendamento da Biometria, a equipe de informática do TRE-PB disponibilizou um link direto na área de serviços ao eleitor, presente no canto esquerdo do site. O banner do Recadastramento Biométrico ao final da página do TRE-PB também é uma opção.

Além da sede do TRE-PB, o eleitor pode agendar para a Cenatel (Fórum Eleitoral), por trás do Shopping Tambiá; o Procon Estadual, no anel externo da Lagoa; a Casa da Cidadania de Mangabeira, Subprefeitura de Mangabeira, localizada próximo ao Trauminha; e a Casa da Cidadania de Manaíra, no Manaíra Shopping. Em Campina Grande, o recadastramento continuará sendo realizado no prédio da Justiça Eleitoral e no antigo Museu Vivo da Ciência ao lado do Açude Novo.

Severino Lopes / PBAgora

Folha de São Paulo destaca denúncia do MP a ex-senador paraibano e 50 funcionários fantasmas

Na tarde de ontem, o Jornal Folha de São Paulo divulgou matéria sobre as investigações do Ministério Público do DF acerca de possíveis ações de improbidade cometidas pelo ex-senador paraibano Efraim Morais (DEM). Segundo o jornal, procuradores do MP alegam que o parlamentar teria desviado cerca de R$ 6 milhões em favor de funcionários fantasmas.  

Confira abaixo a matéria: 


Ministério Público denuncia ex-senador e 50 "funcionários fantasmas" O Ministério Público Federal no DF move 14 ações de improbidade contra o ex-senador Efraim Morais (DEM) e outras 50 pessoas nomeadas por ele, mas que nunca trabalharam de fato no Senado. Os procuradores cobram a devolução de R$ 6 milhões pagos aos, nas palavras dos investigadores, "funcionários fantasmas". Para os procuradores, o ex-senador desviou recursos públicos "em favor de parentes, apadrinhados políticos e cabos eleitorais mediante nomeações para cargos em comissão de forma irregular e sem a devida contraprestação pelos proventos recebidos".  "Esta ação é parte de um conjunto de 14 ações propostas contra o ex-senador Efraim Morais [...] e outras 50 pessoas nomeadas para exercer cargos em comissão em tal órgão, as quais não exerciam nenhuma atividade de caráter público –a maioria não trabalhava em absoluto ou exercia apenas tarefas esporádicas a pedido do ex-senador", dizem os procuradores numa das ações. Atual secretário de Secretário de Infraestrutura do governo da Paraíba, comandado pelo PSB, Efraim ocupou por quatro anos, entre fevereiro de 2005 e fevereiro de 2009, a Primeira Secretaria do Senado, uma espécie de prefeitura da Casa por administrar os contratos e a folha de pagamento. Questionado pela Folha nesta sexta-feira (31) sobre as acusações dos procuradores, Efraim Morais se limitou a dizer que não sabia das ações. "Eu desconheço", disse. As investigações dos procuradores começaram em 2009 e identificaram que 64 dos 86 servidores nomeados por Efraim para trabalharem na primeira secretaria não tinham endereço no Distrito Federal e no entorno. A maioria vivia na Paraíba, Estado que elegeu o então senador. "Muitos eram empregados de empresas privadas ou servidores de outros órgãos públicos, no mesmo período em que figuravam como servidores da Primeira Secretaria do Senado Federal", escreveram os procuradores na ação. O Senado permite que assessores e secretários atuem longe de Brasília, em escritório de representação nos Estados dos parlamentares. No entanto, o Ministério Público entende que a norma se aplica somente a nomeações diretas nos gabinetes dos senadores e não aos cargos responsáveis pela administração do Senado, como é o caso da Primeira Secretaria.  


Análise da movimentação financeira dos investigados não identificou nenhum indício de que o dinheiro pago aos servidores foi para o senador tampouco dividido entre os que recebiam sem, de fato, trabalhar. "No entanto, a ausência desta apropriação em nada minimiza os graves fatos objeto desta ação, haja vista que houve o locupletamento pessoal do ex-senador Efraim Morais e das pessoas nomeadas em razão de terem recebido proventos decorrentes de cargo público sem que tenha havido o efetivo exercício de atividades de caráter público", diz trecho da ação. Caberá ao juiz da 6ª Vara Federal do DF avaliar se aceita ou não as denúncias e transformar o ex-senador e os 50 servidores considerados fantasmas em réus nos 14 processos. 

PB Agora com Folha de São Paulo

Prepare o seu Slogan, vem eleição por aí!

1berto de Almeida 


Vem mais eleição por aí! Uma farra! Preparem os seus slogans!Pode até ser que eles não ganhem a campanha. Pausa. Não ganham. Mas você fará a farra mais divertida, e divertirá os eleitores. Sejam eles seus ou não! O bom mesmo de uma eleição é a farra! Os papéis picados ao vento e na terra os pés morrendo de saudades do carnaval passado! E a cachaça?! Um carnaval fora da época? Não! Na época mesmo!

Tens uns geniais! Somente por eles, juro, poderia até votar no candidato que o comprou. Comprou?! Ora, claro! Esses candidatos não tem cabeças nem para usar chapéus! Pode até ser que chapéus, parte do fantaisa, eles tenham. Mas são uns sem cabeças! Acreditem. Muitos gostam mesmo (conheço alguns) é de chifres nelas! Nas testas ! Embora não sejam esses visíveis a olho nu. Nem vestido. Ora, chifres nas cabeças de muitos são assim mesmo! 

Mas, sinceramente, se um bom slogan não der o que falar, vai dar para sorrir. Esses maravilhosos aí foram usados na eleição passada. Podem aproveitar. Só uma observação: nenhum candidato que usou um desses geniais slogans foi eleito! Portanto, cuidado! O seu Slogan poderá sair pela culatra da urna! Não faça do seu slogan uma arma, a vítima pode ser você! (humbertodealmeida.com.br) 

@ - Guilherme Bouças, com o slogan Chega de malas, vote em Bouças (Esse era um mala!).

@ - Grito de guerra do candidato Linguiça, lá de Cotia-SP: Linguiça neles! (Se o candidato fosse de Pelotas, estaria eleito!).

@ - Em Descalvado-AL, uma candidata chamada Dinha usou o slogan Tudo pela Dinha. (Coitadinha... Iria peladão!).

@ - Em Carmo do Rio Claro-MG, um candidato chamado Gê: Não vote em A, nem em B, nem em C; na hora H, vote em Gê. (Ora, isso num país de analfabetos, hein? Sei não, tá mais pra candidato analfabeto!).

@ - Em Hidrolândia-GO, um candidato chamado Pé: Não vote sentado, vote em Pé. (... mas espere sentado!).

@ - Em Piraí do Sul. Um homossexual chamado Lady Zu: Aquele que dá o que promete. (Não entraria nessa, ele promete e depois lhe dá as costa para o eleitor!)

@ - A cearense Débora Soft, stripper e estrela de show de sexo explícito: Vote com prazer. (somente se fosse na urna de carne e osso dela...).

@ - Candidato a prefeito de Aracati-CE: Com a minha fé e as fezes de vocês, vou ganhar a eleição. (Puxaria descarga. Com ou sem fezes...) ·.

Juiz comunica ao MPE e a Câmara pedido de impeachment da prefeita de Patos

Por descumprimento de decisões judiciais em relação à contratação de concursados por parte da prefeitura, o juiz da 5ª Vara de Patos, Ramonilson Alves, oficiou os vereadores de Patos para, "conforme vossos respeitáveis entendimentos, dizer da ocorrência de crime de responsabilidade e iniciar o respectivo processo de impeachment" da prefeita Francisca Mota. 

O magistrado também encaminhou o caso ao procurador-geral de Justiça. A decisão atende ação impetrada pelo advogado Taciano Fontes.

“Foi um comunicado, inclusive a obrigação de todo e qualquer servidor público, o juiz nesse sentido é um servidor público, de constatando uma situação que se apresente como caracterizada uma conduta de improbidade de crime ou de responsabilidade faça a comunicação. Então nós fizemos essas comunicações devidamente documentadas e aí esses órgãos: o procurador-geral, o promotor de justiça ou a promotora e o parlamento de Patos vão ter que decidir”, disse Dr. Ramonilson.

josivan antero

Fora do ar!


Os telespectadores da televisão aberta em Itaporanga foram privados de assistir ontem o final da novela Amor a Vida, da rede Globo de televisão.

Por pura irresponsabilidade do técnico, que era pra ser o responsável, pelos sinais retransmitidos, a tv aberta geralmente tem algum canal sem sinal, esta vez foi a Globo, mas outros canais apresentam problemas constantemente.

Saudades de antigamente quando Adailton Teódulo trouxe para os seus munícipes a primeira repetidora de televisadão do sertão paraibano, isso há mais de quarenta anos.

A Jornalista do SBT dá uma declaração polêmica que pode tirar a eleição de Dilma do PT


A Presidente do Brasil viajou da Europa para Cuba. E inaugurou um porto na ilha comunista. Detalhe: o porto, em Cuba, foi construído com dinheiro do contribuinte brasileiro.

Veja o vídeo:

Conheça a modelo catarinense Sheila Costa


Conheça o perfil da modelo catarinense Sheila Costa. A gostosa já trabalhou alguns meses na Trimania (programa de televisão no SBT), fiz outros ensaios sensuais para sites como o ClicRBS e Garota POP, catálogos e propagandas para lojas e revistas.

Data e local de nascimento: 22/04/1988, em Blumenau (SC).Cidade onde mora:Blumenau (SC).

Signo:Touro. Altura:1,60m Quadril:  93cm Cintura: 63cm Busto: 84cm Pés: 36



Bella da Semana

Benefícios de incluir azeite de oliva em sua dieta


O azeite de oliva contem 60-80% de ácido oleico, que é um ácido graxo mono insaturado, muito benéfico para a saúde; oferece uma grande quantidade de antioxidantes, que protegem o coração e o sangue, dentre outros benefícios.

É um ingrediente importante da dieta mediterrânea, que é conhecida por seus benefícios cardiovasculares; todas as suas propriedades medicinais podem ser aproveitadas, se inclui-lo em sua dieta diária.

VALOR NUTRICIONAL DO AZEITE DE OLIVA

Apenas uma colher de chá de azeite de oliva extra virgem de boa qualidade, pode prevenir doenças cardiovasculares e câncer, e oferecer vitamina E, que atua como antioxidante, proporcionando 8% do valor diário recomendado dessa vitamina, 60 calorias por colher de chá e nada de colesterol.

Contem polifenóis, que são antioxidantes, eles podem ajudar a proteger o coração, já que reduz o dano causado pelos radicais livres e o acúmulo de placas nas artérias, além de atuarem como anti-inflamatórios.

Cada colher de chá oferece 7 gramas de gordura, dos quais 1 grama são gorduras saturadas e o resto são gorduras mono insaturadas.


BENEFÍCIOS DO AZEITE DE OLIVE EXTRA VIRGEM

DIMINUI A PRESSÃO ARTERIAL

O azeite de oliva é benéfico para a pressão arterial; segundo um estudo realizado na Espanha, descobriu-se que quando o azeite de oliva é consumido como parte da dieta diária, por pelo menos quatro semanas, pode diminuir a pressão arterial, isso porque o azeite de oliva tem um efeito positivo nas células que recobrem os vasos sanguíneos.

Outro estudo realizado comprovou que pessoas que tomaram uma dose diária de azeite de oliva, em algumas ocasiões devido aos resultados apresentados, não necessitaram a ingestão de medicamentos para pressão arterial.

PROTEÇÃO CONTRA DOENÇAS CORONÁRIAS

Devido à gordura mono insaturada do azeite de oliva, tomar uma dose diária reduz o risco de sofrer de doenças cardíacas, o que também significa menos níveis de colesterol total e de colesterol LDL; além do teor de polifenóis, que atuam como antioxidantes e contra os radicais livres.

AJUDA A PERDER PESO

O azeite de oliva extra virgem, como fonte de gordura saudável, é de grande ajuda a quem pretende perder peso,    isso porque ao consumir azeite evitamos alimentos como a manteiga, margarina e frituras, realizando uma substituição desses por aquele, como parte de uma dieta saudável, que ajuda a perder peso.

Porém para que isso aconteça, para que o consumo seja saudável, é necessário consumir o azeite cru, como tempero para saladas e verduras, e nunca para fritar alimentos com azeite, porque, uma vez que o cozinhemos ele perde suas propriedades e se torna prejudicial, por ter sido submetido à altas temperaturas.

Imagens oferecidas por USDAgov e Kurafire

Melhor com Saúde

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

PMDB tenta emplacar Vitalzinho no Ministério do Desenvolvimento


Tratado por Dilma Rousseff como uma espécie de ‘cereja do bololô’ partidário em que se converteu a reforma ministerial, o empresário Josué Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar, refugou as sondagens para tornar-se ministro do Desenvolvimento. Informada, a cúpula do PMDB incluiu a pasta no seu raio de cobiça.

Atual titular da pasta, Fernando Pimentel, do PT, trocará a poltrona na Esplanada pelo palanque de candidato ao governo de Minas Gerais. O PMDB ambicionava outro ministério, o da Integração Nacional. Mas Dilma decidiu entregar essa posição ao Pros do governador cearense Cid Gomes. O nome indicado pelo partido para integrar o primeiro escalão do governo petista é o do senador paraibano Vital do Rego Filho (Vitalzinho).

Encontram-se ainda sobre o balcão as pastas da Ciência e Tecnologia e dos Portos. Porém, de olho no tempo de propaganda dos partidos na televisão, Dilma decidiu que, além do PMDB, irá premiar com ministérios o PSD de Gilberto Kassab e o PTB.

Na conta do PMDB, o PT controla 17 dos 39 ministérios de Dilma. Cedendo uma poltrona, facilitaria a vida da presidente. Se admitiu entregar o Desenvolvimento a Josué é porque não faria tanta questão de reter o posto. Daí o olho gordo dos correligionários do vice-presidente Michel Temer.

Dilma dissera que chamaria Temer para conversar logo que retornasse de Cuba. Já lá se vão quatro dias. E nada. Ontem (30), como que antevendo que a encrenca ficaria para a próxima semana, o vice voou para São Paulo. Por ora, a presidente cuidou apenas da sua cozinha petista.

Confirmou Aloizio Mercadante na Casa Civil, Arthur Chioro no Ministério da Saúde e José Henrique Paim na Educação. Alvejada pelo PT, Helena Chagas (Comunicação Social da Presidência) será trocada pelo porta-voz Thomas Traumann. Todo o resto permanece no ar.

Da Redação com blog do Josias

Piancó e a Coluna

Eilzo Matos


Quando a Coluna Djalma Dutra/Siqueira Campos/Miguel Costa (depois chamada Coluna Prestes) realizava sua marcha histórica através do país, não era seu propósito o combate armado, mas a divulgação de ideias sociais renovadoras na política nacional. Partidariamente os coronéis sertanejos e suas oligarquias, que se alinhavam quer na situação quer na oposição, e desfrutavam as benesses do Estado estavam de um lado; e do outro os reclamos do povo contra o atraso econômico e social que tal procedimento acarretava ao país, e era escutado pelos militares.

No município de Piancó, que se destacava na Paraíba pela pujança e tradição de suas lideranças, duas forças se enfrentavam naquela ocasião: o Padre Aristides e seus seguidores, que representavam o Estado governado pelo presidente João Suassuna, e como se dizia então “estava de cima”, e a família Leite Ferreira com os seus correligionários que “estavam de baixo”, pois apoiaram a candidatura do Monsenhor Walfredo, derrotado pelo nascente clã dos Pessoas e seu grupo nas eleições de 1915. Mas os Leite resisitiam com o seu deputado federal dr. Felizardo Leite Ferreira, e o de-putado estadual Ademar Leite Ferreira.

Os Leites e o Padre Aristides representavam a ação política retró-grada no início do Século XX. Novas forças políticas nacionais se organizavam, lideradas pela oficialidade superior das Forças Armadas, cognominada “Os Tenentes”, nascida com os “18 do Forte de Copa-cabana”, que defendiam a modernização dos costumes políticos do país. A defesa do voto secreto, do ensino primário obrigatório, da industrialização, dos direitos trabalhistas e outras propostas éticas e democráticas no campo do desenvolvimento econômico e social eram a sua bandeira de luta.

Como se vê, Os Leites e o Padre Aristides representavam o atraso político e social dominante, e a marcha militar chamada Coluna Djalma Dutra/Siqueira Campos/Miguel Costa, generais, a modernidade. Luiz Car-los Prestes incorporado à coluna militar era capitão, e defendia as mesmas idéias sociais. O governo federal exigia dos governadores (presidentes) dos Estados, fosse dado combate à coluna que contestava a sua posição, oferecendo-lhes os benefícios de seus programas administrativos. Por sua vez, os presidentes dos Estados, na Paraíba João Suassuna, cobravam dos seus correligionários nos municípios, apoio para bem se situar perante o poder federal. Ao padre Aristides cabia, como correligionário do governo estadual, decidir sobre que devia ou não devia fazer. Nada envolve a família Leite Ferreira no episódio sangrento.

Ainda há tempo para reabilitar a honra e bravura dos filhos de Piancó, manchadas por indivíduos, que falseiam a história dos fatos re-ferentes à passagem da Coluna na cidade. Prestes naquele tempo era um competente capitão, não comandava, e naqueles dias não se falava ainda em comunismo.

Só depois, muito tempo depois de dissolvida a Marcha, exilado, Prestes fez leituras de caráter político na linha marxista. O governo brasileiro e a igreja católica representando na política internacional o lado capitalista, decidiram combater Luiz Carlos Prestes que se tornara líder nacional da linha socialista. A Igreja que se opunha à facção socialista, a que se integrara Prestes, passou a usar o episódio de Piancó como traço característico de uma política contrária à religião. E diziam que Prestes era assassino de padres e de criancinhas, inimigo da família, etc.

A família Leite Ferreira, ao tomar conhecimento da passagem da Coluna na região, procurou recolher-se às suas propriedades rurais como o fez, porque Piancó não estava em questão. Se estivesse, os Leite Ferreira se fariam presentes. O governo é que combatia a Coluna em todo território nacional, e o padre que obedecia ao governo agiu como agiu.

Homenagens, verdadeiramente, devemos e eu as presto, aos heróis daquele trágico dia, os bravos cidadãos, alguns anônimos, sacrificados pela leviandade traiçoeira do Padre Aristides. Lutaram como heróis, enganados, convencidos que defendiam a honra da cidade e do Estado, quando, na verdade defendiam simplesmente o prestígio do Padre Aristides como chefe político, para auferir as vantagens e gozar o prestígio oferecido pelo governador, em prejuízo da moralidade e dos bons costumes, todos sabem.

Transcrevo abaixo trechos de carta que enviei ao inteligente advo-gado Yurick Lacerda acerca destes fatos. Leiam.

“Como sempre, nos seus textos e neste ‘Seu Pedoca: Um Sopro de Vida e Beleza’, você empreende uma viagem através da história do velho Piancó. Dados relevantes e fuxicos, verdades, calúnias e leviandades transitam na via memorialística do seu trabalho. Aprecio a sua vocação para as letras ligadas à crônica e fofocas do Piancó Guerreiro e destacado pelos seus feitos, entre outros burgos paraibanos. Mas lhe faço neste caso, os reparos necessários.

Pena que você não tenha lido “Os Mártires de Piancó”, do Padre Manoel Otaviano, que traça cuidadosa biografia do Padre Aristides e narra com detalhes traços de sua vida e a sua passagem como vigário e líder político na cidade de Piancó. Ali está a verdade dos fatos, e a condenação da calúnia e do desvirtuamento da história por alguns. Em texto intro-dutório o escritor Celso Mariz registra que “A Coluna Prestes manterá na história do país uma tradição inapagável de idealismo cívico e a medida de uma das mais belas marchas militares do mundo”. E que “... o padre Manoel Otaviano, por muitos motivos e qualidades, era o mais indicado para traçar o perfil em alvo e o acontecimento cruel. Foi discípulo, colega, amigo e depois adversário do perfilado... Era vigário em Piancó quando o padre Aristides já se achava em franca atividade partidária, quando foi suspenso de ordens, quando se deu a hecatombe do seu martírio”. Prefaciando a obra escreveu o próprio Manoel Otaviano: “O que vai exarado, neste livro, sobre a vida e morte do padre Aristides Ferreira da Cruz, trucidado no dia 9 de fevereiro de 1926, ao lado de fiéis companheiros do mesmo infortúnio, não sofre contestação. Conheço, de perto, todas as retas e curvas do seu caminho, desde os bancos escolares até o seu desditoso fim.
Expressão maior da intelectualidade do Vale do Piancó, assim ele comenta na sua tese: “a politiquice de fancaria, baixou as vistas e, sem-vergonhamente silenciou... Também não se compreende, em face dos mais comezinhos princípios de lógica, a berrante propalação, de que dentro da coluna rebelde, havia inimigos do padre Aristides... Como se vê, pelo exposto, a calúnia não ficou de pé, ante a análise criteriosa dos fatos” (Os Mártires de Piancó – Editora Teone, João Pessoa 1954)

À alegação no seu escrito, portanto, de infiltração na tocaia pre-parada pelo Padre Aristides, de elemento ligado aos Leite Ferreira para atacar os patriotas da Marcha Miguel Costa/Siqueira campos, que depois da troca de mensagens chegavam à cidade de armas baixas (não em posição de combate e ataque), é chocante, demais estúpida e degradante dos princípios moorais, não se sustenta em documentos, nem depoimentos confiáveis. O historiador Manoel Otaviano destroçou-a. E o Coronel PM Arruda igualmente. A verdade é que o Padre Aristides decidiu, ele próprio, praticar o ato traiçoeiro, mas sofreu duro contragolpe, e lutou desesperadamente, para salvar a própria vida, não a honra de Piancó, o que não conseguiu. Um episódio que mancha a história da política nacional. Traiçoeiramente o padre fuzilou os primeiros militares da Coluna que confiantemente entravam na cidade. Aconteceu naturalmente o revide.

Desejo ressaltar − e você sabe que é verdade −, que os Leite Ferreira não pedem licença a ninguém para estarem presentes na história verdadeira e oficial de Piancó: eles são a expressão dessa história. Você e Clodoaldo Brasilino, Chico Job, historiadores locais, e Celso Mariz, Cônego Florentino Barbosa, Cônego Manoel Otaviano, José Octávio de Arruda Melo, Humberto Cavalcanti, todos da APL e do IHGP, e outros intelectuais, já os citaram como personagens principais da vida local, com expressão estadual e nacional; desde a sua chegada à região no tempo do Brasil Colônia, mandados pela Casa da Torre, o que foi patenteado em conferências, livros, jornais e revistas. Para tirar dúvidas, relaciono bibliografia sobre Piancó e a Coluna, fundados em documentos existentes em arquivos públicos,

Acontece que os opositores dos Leite Ferreira, até os anos 80 do século passado, poucos nomes ofereceram como ocupantes de cargos eletivos ou administrativos que ilustrassem a galeria dos notáveis na his-tória local. Somente o Padre Aristides Ferreira da Cruz, filho de outra cidade, intentou sustentar a oposição, acolitado graciosamente por opor-tunistas, em virtude do candidato a governador apoiado pelos Leite Fer-reira, o Monsenhor Walfredo, ter perdido a eleição em 1915. O padre Aristides foi um acidente de mau augúrio na história de Piancó. Mas a situação local revelava-se sempre solidária com os Leite Ferreira elegendo os seus candidatos.

Na Assembléia Legislativa, desde a legislatura 1840/41 até 1991, sempre teve assento um Leite Ferreira. Às vezes mais de um. No tempo em que exercia o mandato de deputado estadual éramos quatro Leite Ferreira no Plenário: eu, Ademar Leite Teotonio, Antonio Leite Montenegro e José Gayoso sucedendo o cunhado Djalma Leite Ferreira. Também na magistratura Felizardo Leite Ferreira Neto e outros, na Câmara Federal dr. Felizardo e dr João Leite Ferreira, no Senado dr. Salviano Leite, no Governo do Estado e em cargos importantes na burocracia estadual e federal estão os seus nomes. A escolha do Desembargador José Peregrino como candidato a governador, contou com o decisivo apoio dos Leite Ferreira de Piancó. Sem eles teria fracassado. Casado com uma sobrinha do Dr. João Leite Ferreira, inconteste chefe de ampla região sertaneja en-volvendo os municípios, de Piancó, Pombal e Patos, contando ainda com a solidariedade dos Gomes de Sá, de Sousa, foi vitorioso no pleito com o apoio da valorosa família Leite Ferreira. Mesmo em franca decadência, atualmente, três Leite Ferreira são vereadores em Piancó. 
Parabéns Yurick, pelas sentimentais revelações sobre o seu avô, um dos ilusres filhos de Piancó, com quem pouco convivi, mas muito admirei como artista. Quanto ao endeusamento e glorificação do Padre Aristides que você e alguns pretendem, digo sem medo de errar: Piancó não merece tal rebaixamento, tal despropósito, que constitui uma traição à tradição deste povo bravo, que tem entre os de ontem e os de hoje, legítimos e mais altruístas personagens e heróis. O padre Aristides nem sequer era filho de Piancó. Era de outro lugar, um desajustado e estranho no meio.

O problema é que os Leite Ferreira mostravam-se imbatíveis, e para enfrentá-los os adversários muitas vezes derrotados, tiveram de inventar, criar um mártir na controvertida figura do Padre Aristides Ferreira da Cruz. Os inimigos gratuitos queriam fazer do padre um herói, mesmo na base da mentira; usá-lo como instrumento de uma luta inglória contra os Leite Ferreira – falseando a verdade e a história, como de fato tentaram, e con-testo publicamente. Movia o padre Aristides intenções sinistras, o despeito, interesses eleitoreiros; os Leite Ferreira, pelo contrário, sustentavam a sua presença na vida local na condição de primeiros colonizadores, do pres-tígio do trabalho nas fazendas de criação de gado e produção agrícola, no encaminhamento da família para a educação de nível superior, com mé-dicos e advogados, dentistas, engenheiros, destacando-se politicamente e empresarialmente, residentes alguns no município.

Em discurso no Senado (Ata da 181ª. Sessão, da 3ª. Sessão Le-gislativa da 4ª. Legislatura em 11 de outubro de 1961) o senador Salviano Leite tratou deste assunto, aparteado por outros senadores que ofereceram, por conhecimento próprio, irrespondíveis informações sobre o caráter agressivo e irascível do Padre Aristides. E também depoimentos de mili-tares figurantes do lamentável combate, relatam o acontecido que custou vidas preciosas, e restabelecem a verdade dos fatos; das bandeiras brancas, da troca de mensagens, da fuzilaria traiçoeira.

O que resta comprovado extreme de dúvidas, é que o padre Aristides provocou levianamente o confronto. Quanto ao seu heroísmo, tal não me impressiona, porque não existiu. Ele era um desajustado, em conflito com Igreja Católica, réu condenado pela legislação canônica, feroz defensor de privilégios. É verdadeiramente uma figura de nenhuma importância do ponto de vista da ética social, política e religiosa. Pelo contrário. Somente um pretenso coronel protetor de cangaceiros como tantos, no estilo da época. Não passava disto. E o que é pior, envolvido em negócios com personagens escusos que proliferavam nas feiras, no comercio de gado, de animais. Todos conhecem e alguns remendaram a “história do boi lavrado”.

Desculpe-me as alegações que faço como um dever em prol da verdade, que tem sido falseada ao longo dos anos. Os que ficam do outro lado não defendem a honra, a história de Piancó. São simples e despeitados inimigos gratuitos da família Leite Ferreira. Inimigos da verdade.

Agricultor é morto com tiro na cabeça enquanto dormia, em uma rede no Sertão


Após mais de 2 meses sem o registro de homicídio em Pombal – o último foi no dia 24 de novembro de 2013 – o primeiro crime de 2014 foi cometido no início da madrugada desta sexta-feira (31) no sítio Caiçarinha, zona rural do município.

Informações dão conta que o agricultor Damião Monteiro de Sousa foi morto com um tiro à ‘queima-roupa’, de espingarda calibre 20 na cabeça, enquanto dormia em uma rede

As informações preliminares revelam que vítima e acusado – identificado pelo pré-nome de Eliéber – estavam bebendo juntos e não há, ainda, versão oficial sobre o motivo do assassinato.

As policias locais estiveram no local para início das investigações e remoção do corpo pelo IML.

FolhadoSertão com Liberdade FM 

Professores preparados para iniciar o ano letivo totalmente capacitados, em Santana de Mangueira


Após concluírem mais um curso de capacitação, visando o preparo e o aumento na bagagem profissional, os professores da rede municipal de ensino irão iniciar o ano letivo na próxima quarta-feira (05), no município de Santana de Mangueira-PB.  

O curso de capacitação foi iniciado na última terça-feira (28), e teve duração de 40 horas. A empresa Dantas Consultoria foi a responsável pela aplicação dos novos métodos de ensino.

(Imagem de todos os professores após o término da capacitação)

Na tarde desta sexta-feira (31), aconteceu a cerimônia de encerramento com a entrega de certificados para todos os participantes.

Imagens abaixo:


Veja também


Material Escolar
A Prefeita Tânia Mangueira planeja fazer a entrega de todo o material escolar necessário, aos estudantes da rede. O material está previsto para ser entregue na próxima segunda-feira (03). Centenas de kits escolares foram adquiridos pelo município para que ninguém fique de fora.

DiamanteOnline

Ministério do Turismo aprova projeto e destina meio milhão para revitalização de três praças em Itaporanga

De acordo com os dados do Ministério do Turismo, o Projeto de Nº 012.985/2012 de autoria do Prefeito Audiberg Alves de Carvalho, foi aprovado e já se encontra depositado em conta, um valor de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais), para o município de Itaporanga.

Segundo o Prefeito, o Projeto será para a reforma de três praças públicas da cidade. “Nossos frutos estão sendo plantado, isso é só o começo do que estar por vir. No ano passado enviamos dezenas de projetos e este ano temos certeza de que eles serão aprovados”, comenta o chefe do executivo municipal.

O recurso faz parte de emenda parlamentar destinada pelo deputado federal Wilson Filho.

As praças Frei Martinho, Centenário e João Pessoa, todas no centro da cidade, serão as revitalizadas.

"A reforma das praças trarão melhor qualidade de vida ao criar espaços de lazer e entretenimento para os moradores da cidade, beneficiados e região", garantiu Audiberg.

De acordo com o Secretário de Infraestrutura, o município já está elaborando o projeto para que sejam licitadas e iniciadas as obras.

Assessoria 

Briga por causa de ex-namorado termina com adolescente ferida a tesouradas


De acordo com a polícia o motivo da agressão seria um problema envolvendo um ex-namorado da vítima

Uma discussão envolvendo duas adolescentes e um ex-namorado terminou com uma sendo ferida a golpes de tesoura, na noite dessa quinta-feira (30), no bairro de Cruz das Armas, Zona Oeste de João Pessoa.

De acordo com a polícia o motivo da agressão seria um problema envolvendo um ex-namorado da vítima.

A vítima teve oito perfurações pelo corpo e foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e levada ao Hospital de Emergência e Trauma da Capital e já recebeu alta na madrugada desta sexta-feira (31).

"Governador utilizou artifícios e maquiou dados para enganar servidores com percentuais irreais de reajuste", diz Veneziano

O ex-prefeito de Campina Grande Veneziano (PMDB) durante encontro com representantes de algumas categorias de servidores estaduais, revoltados com os percentuais de aumento salarial anunciados esta semana pelo governo, após conferir dados lhe entregues pelas categorias, disse que o governador Ricardo Coutinho (PSB) se utilizou de artifícios para anunciar percentuais que não correspondem à realidade.

Veneziano recebeu do coronel Jarlon Cabral dados sobre o reajuste real que a Polícia Militar vai receber não correspondem ao percentual de 10% anunciados com pompa. "O aumento anunciado pelo governador não é verdadeiro, é irreal. O governador se utilizou de artifícios e maquiou dados para anunciar percentuais que não correspondem à realidade", afirmou. 

De acordo com os dados apresentados pelo coronel a Veneziano, o aumento real foi de apenas 5%: "Metade foi dado em cima da Bolsa Desempenho e do Auxílio Alimentação, que não incorpora em nossos salários quando vamos para reserva. Mais uma vez nossos irmãos policiais e bombeiros da inatividade ficaram para trás", disse o coronel Jarlon, criticando também a paridade entre os oficiais da ativa e da reserva, "que está cada vez mais distante", no atual governo.

Veneziano lamentou que o governador tenha se utilizado de artifícios para enganar os servidores, anunciando um percentual que não condiz com a realidade. Além do mais, segundo ele, o reajuste ficou aquém do índice inflacionário do período. "Os servidores vão chegar ao final do governo com perdas salariais aproximadamente de 15%". 

Ascom

Até maio, eleitorado do Vale poderá chegar a 130 mil votantes

Até o dia 7 de maio, quando se encerra o prazo para o cidadão transferir seu domicílio eleitoral ou tirar o título e votar nas eleições de outubro, o Vale poderá chegar aos 130 mil votantes.

O eleitorado atual da região, compreendendo os vinte municípios regionais, é de 127.183 eleitores, com Itaporanga (17.197) e Conceição (14.029) sendo os dois maiores colégios eleitorais.

Os dois outros municípios com o maior número de votantes são Coremas (12.311) e Piancó (11.090).

O quantitativo do eleitorado regional é expressivo, mas fragmentado em muitas tendências políticas em razão dos diversos municípios, cada um com seus interesses políticos próprios, mas, se votasse unido, a região poderia decidir uma eleição para governador e eleger vários deputados, o que seria importante para sua representatividade. 

Folha do Vali

Adaílton Teódulo da Fonseca - 1970 a 1972

No governo de João Agripino. quando exercia o cargo de diretor do Departamento de Saúde e respondia interinamente pela Secretaria e Saúde do Estado, o médico Adailton Teódulo da Fonseca conseguiu para a Itaporanga  benefícios há muito reclamado pela população local, que sofria pela ausência de um serviço médico organizado, e que padecia pela falta de um estabelecimento hospitalar. Foi então que ele conseguiu a abertura e funcionamento do Hospital Distrital "José Gomes da Silva", um dos mais modernos do sertão, e que estava em obras há mais de vinte anos. A conquista deste beneficio lhe valeu, meses depois, a sua eleição para a Prefeitura Municipal de Itaporanga.

Filho de João Teódulo da Silva e de Antonia Alves da Silva, Adailton nasceu em Itaporanga no dia 04 de dezembro de 1932, onde iniciou os seus estudos. Na capital paraibana complementou a sua formação intelectual e profissional com a conclusão do curso de medicina. Oficial reformado da Polícia Militar da Paraíba e médico da Previdência Social, Adailton sempre destacou-se pela medicina gratuita que sempre exerceu, procurado atender a todos com denodo e eficiência, o que lhe tem valido o reconhecimento da sociedade paraibana. Ele é casado com Miriam Farias Teódulo da Silva e tem dois filhos: Adailton Filho e Tasso Tadeu.

Eleito prefeito de Itaporanga no final da década de 60, Adailton orientou a sua administração pelo caminho do social, sem esquecer as obras importantes que a cidade necessitava. Ele calçou as ruas Pinto Madeiro, Padre Lourenço e Pedro Pereira de Sousa, e construiu o canteiro principal da avenida Getulio Vargas, com arborização e bancos, a lavanderia municipal e o estádio da cidade. Levou para Itaporanga a primeira repetidora de televisão do sertão, além de um matadouro, dezenas de fossas para a Rua Santo Antônio, a construção dos grupos escolares no Capim Grosso, o Hormisda Teodulo e Soledade Ramalho, e fez a doação do terreno para a edificação da torre da TELPA (antiga Telemar, hoje da operadora OI).


Preocupado com a limpeza pública e a conservação das ruas e das estradas vicinais do município, Adailton adquiriu uma patrol e um trator de esteira, ao mesmo tempo em que levava o ensino fundamental a todas as comunidades itaporanguenses. em parceria com muitos proprietários rurais. Promoveu o natal dos mais carentes e distribuiu alimentos semanalmente com os pobres da cidade. A merenda escolar chegava igualmente a todas as escolas mantidas pela Prefeitura e até a outros municípios do Vale, tudo sob a sua responsabilidade. Entre outras obras, Adailton promoveu ainda a revisão geral do sistema elétrico das ruas de Itaporanga.

* Pedimos aos familiares que nos envie material (textos e fotos) sobre esse prefeito, para o e-mail: paraibra@gmail.com, para que possamos engrandecer, cada vez mais a sua história e a nossa história também.

Prisões em Itaporanga e Piancó por embriaguez ao volante e apreensões de menores em Conceição

Ocorrências foram entre a tarde e noite dessa quinta-feira


Por Redação da Folha – Somente em Itaporanga foram duas prisões por embriaguez ao volante realizadas pela Polícia Militar na noite dessa quinta-feira, 30, e ambas ocorreram na rodovia 386, no sentido de Boa Ventura. O primeiro a ser preso foi o estudante Gilclean da Silva Sertão, conhecido como Glean Sertão, de 23 anos, que seguia em uma moto em direção à cidade boaventurense, quando foi abordado e detido.

A segunda prisão ocorreu no mesmo local da primeira. O vendedor Eudes Teixeira de Melo, conhecido como Ninhada, de 35 anos, estava em um Celta, quando foi abordado e preso. Os dois acusados foram conduzidos à delegacia de Piancó por falta de xadrez na de Itaporanga, e vão ser autuados nesta sexta-feira, mas o crime é afiançável.

Prisão por embriaguez ao volante também em Piancó: José Carlos da Silva foi preso no final da noite dessa quinta quando dirigia um Celta. Ele reside no sítio Grotão, em um local conhecido como Sem-terra e foi encaminhado à delegacia local para o procedimento do flagrante.

Já em Conceição, a infração ao trânsito foi praticada por menores. Três meninos com idade entre 13 e 15 anos estavam conduzindo motocicletas pelas ruas da cidade, quando foram abordados e apreendidos junto com os veículos. Eles foram encaminhados para a delegacia e, depois, entregues aos responsáveis. 

Correios param pela segunda vez em quatro meses

Funcionários dizem que ECT quebrou acordo relativo aos planos de saúde.

Nathielle Ferreira Alberi Pontes


Enquanto durar o movimento, cerca de 350 mil correspondências deixarão de ser entregues por dia

Funcionários da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) decretaram ontem uma greve por tempo indeterminado na Paraíba. A categoria, composta por 1.650 profissionais no Estado, está protestando contra o descumprimento de um acordo feito em setembro do ano passado, quando a categoria encerrou um movimento grevista que durou quase um mês. Os profissionais alegam que, na época, a ECT se comprometeu em manter o plano de saúde da categoria, mas desobedeceu ao combinado já no mês de dezembro.

Os grevistas explicam que o acordo foi firmado durante audiência no Tribunal Superior do Trabalho (TST) e querem pressionar a Corte a adotar uma medida contra a ECT.

Enquanto durar o movimento, cerca de 350 mil correspondências deixarão de ser entregues por dia na Paraíba, segundo estimativa do sindicato dos funcionários. Já a Diretoria Regional dos Correios no Estado garante que o serviço está normal.

De acordo com o secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos da Paraíba (Sintec-PB), Emanuel de Souza Santos, a mobilização está ocorrendo em várias regiões do Brasil. O sindicalista lembrou que os trabalhadores encerraram uma greve em setembro de 2013, após 27 dias de mobilização. Na época, um dos acordos firmados era que a operadora do plano de saúde dos funcionários não fosse substituída, antes de uma série de negociações junto com os servidores. Essa condição foi determinada até pelo TST. No entanto, de acordo com Emanuel Souza, a ECT descumpriu o pacto em dezembro de 2013.

O sindicalista destacou que a gestão dos planos de saúde, antes da mudança, era feita por um fundo pertencente à própria ECT. Com isso, o servidor pagava quantias que variavam de 10% a 20% da remuneração. O funcionário ainda poderia inserir dependentes e só pagava pelo serviço no mês em que usasse o atendimento médico.

“Com a privatização, haverá prejuízo para os trabalhadores.

Agora, eles terão que pagar todos os meses, independente de usar ou não. E ainda terão que pagar os valores de mercado.

Ou seja, se precisarem colocar esposa, filhos e pais como dependentes, terão que arcar, em média, R$ 200 por cada um deles, por mês. Vão ter que pagar mesmo no mês em que não usarem o plano. Isso é inviável, porque os trabalhadores ganham em média R$ 1.800,00”, disse.

Além de pressionar o TST a tomar medidas contra a ECT, os servidores querem que a entrega de correspondências seja feita no horário da manhã.

ECT

Por meio da assessoria de imprensa, a Diretoria Regional dos Correios na Paraíba informou que já elaborou um plano de contingência para reduzir os transtornos causados à população com a greve.

“Caso a greve continue amanhã (hoje), será utilizado o recurso da jornada extraordinária (hora extra), para a área operacional (distribuição postal), já que na área de atendimento (atendentes comerciais, nas agências) não chega a 10 o número de empregados que aderiu à paralisação”, informou por e-mail.

Através de nota, a empresa ainda acrescentou que a paralisação recebeu o apoio da minoria dos servidores. “Na Paraíba, aproximadamente 88% do efetivo de quase 1.650 empregados estão trabalhando. Entre os empregados que aderiram à paralisação em todo o Estado, a maioria é de carteiros, com concentração em unidades de distribuição de João Pessoa”, informou a nota.

Ainda de acordo com a empresa, todas as agências dos Correios estão abertas, com exceção da unidade instalada no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, onde está ocorrendo piquete. “A empresa tomará as medidas jurídicas cabíveis para liberar o acesso dos clientes à agência”, afirmou a nota.

Contrariando o que disse o sindicato, a Diretoria Regional dos Correios na Paraíba garantiu que todos os serviços estão disponíveis e que a entrega de cartas e encomendas não sofreu interrupções. Segundo a instituição, 20 dos 35 sindicatos dos Correios existentes no país não deflagraram greve e, nas localidades onde há o movimento, os Correios estão implantando os planos de contingência para garantir o funcionamento.

“A empresa tem se reunido mensalmente com os representantes dos trabalhadores de todo o Brasil na Mesa Nacional de Negociação Permanente. Assim, não há justificativa para paralisações que não representam a vontade da maioria dos empregados dos Correios. As assembleias realizadas ontem pelos 14 sindicatos contaram com a presença de apenas 1,32% do efetivo da empresa”, disse a ECT, em nota.

Com relação aos planos de saúde, os Correios afirmaram que estão cumprido o que foi definido pelo TST e que todos os benefícios previstos em lei estão sendo garantidos aos trabalhadores e aos dependentes cadastrados. A Diretoria Regional da Paraíba ainda acrescentou que não estão mantidas as porcentagens de compartilhamento, a rede credenciada de atendimento, a cobertura de procedimentos e a não cobrança de mensalidades ou tarifas. (Colaborou Isabela Alencar)