quinta-feira, 10 de novembro de 2011

UM NOVO TEMPO

Um Novo Tempo

(Reynollds Augusto)


                            Se você parar para pensar, no fundo, no fundo, o aparente concreto depende do abstrato. O mundo das formas só existe porque antes houve um pensamento. Isso é certo.
                              Tudo só vive porque antes “alguém” pensou. Isso é lógico. Então se conclui que, antes de tudo existir foi necessário preliminarmente que um pensamento antecedente se fizesse presente. Como o pensamento racional é um atributo do ser humano, tudo o mais que existe que não foi obra do homem, só pode ter vindo de um pensamento exterior que nós chamamos de Deus. Alguns chamam de Alá, outros, como os meus irmãos Maçons, o Grande Arquiteto do Universo. Não importa! Isso implica exatamente naquele axioma que aplicamos à nossa ciência, não há efeito sem causa e é por isso que o cosmo, a vida, não pode ter surgido do nada, porque o nada não existe e não pode criar nada. Desculpe o trocadilho.

                                     Mas por que esse embrulho todo?


                       Comecei filosofando para dizer aos amigos de Itaporanga que quando uma pessoa pensa sozinha, isso não sai do campo do abstrato, e dificilmente se torna real, concreto. Quando o nosso pensamento está alinhado às normas divinas, os nossos projetos pessoais se tornam realizáveis. E isso é assim porque Deus é a inteligência suprema do universo e a causa de tudo que existe, e o pensamento que emana dele é força que faz que concretiza, que realiza. 


                         Na vida democrática o pensamento uno, não consegue criar forma. Pois o pensamento que tem força é o pensamento coletivo em torno do mesmo fim. Quando dois pensam, um grupo pensa uma comunidade pensa, uma cidade pensam juntos o projeto se realiza. Isso se chama evolução. Isso é o pensamento consciente. Em qualquer democracia, isso é força.


                          Faz tempo que bradamos, nos movimentamos, brigamos juntos, para que pudéssemos ter em nossa terra uma escola de nível superior. A vinda do IFET para Itaporanga é o primeiro passo para que esse pensamento saia do subjetivismo coletivo e se torne realidade, no campo das formas. Chegou o tempo, como disse o apóstolo Paulo e há tempo para tudo, até para partimos do palco terrestre, que está acontecendo todos os dias. Todos nós estamos na contagem regressiva para volvermos á verdadeira vida, que é a espiritual e continuar aprimorando o pensamento rumo à perfeição absoluta, a nossa fatalidade. Alguns apelidam isso de “Salvação”.

                           Mas eu fui ao Templo da Igreja Batista de Itaporanga e me senti feliz com a presença das autoridades, dos estudantes, professores,  de representantes da sociedade civil, organizada: Maçonaria, Centro Espírita, CDL, Alcaíta, etc. Queria nominar o nome de todas as pessoas, mas não vou fazê-lo para não pecar por omissão. 

                      Coisa bonita de se ver. Os filhos de Deus, em uma das casas de Deus, pensando no futuro, e em conquistar um lugar ao sol. Uma audiência pública transmitida pelas ondas da Rádio do Bem, que é a Boa Nova FM. O nosso futuro começando pelas seguras palavras do reitor JOÃO BATISTA, dentre outros, que trouxeram esperança para o Vale do Piancó. Todos felizes, discutindo o que realmente interessa, sem ironias, verbos perdidos e conversa fiada. Coisa bonita der se ver, repito.

                       Todas as falas esclarecendo o objetivo do IFET, a sua evolução, o desenvolvimento que a instituição trará para Itaporanga. 

                              O estudo feito com a participação do esposo da minha colega de justiça, Márcia, Ridelson Farias - assessor especial da Reitoria- foi de um esclarecimento técnico apreciável. Não conhecia esse lado operante do nosso conterrâneo, que talvez possa se estabelecer em Itaporanga, no futuro, e esquecer de vez essa idéia equivocada de residir nos grandes centros, cujo inchaço demográfico gera violência.
                        Mas, muita gente boa de Itaporanga se manifestou sobre quais cursos a instituição poderia começar a oferecer. Os estudos realizados pelos técnicos indicaram três cursos básicos, iniciais.
                       Um debate frutífero, relevante, uma viagem que poderá chegar até ao nível de Mestrado. Coisa bonita de se ver, repito novamente, sem zoada, politicagem barata e intenções segundas. É disso que Itaporanga precisa: união em torno do progresso e não de palavras vazias, que se perdem ao vento, e não trazem nenhuma realização no campo das formas.
Estamos a caminho.
Começamos tarde, mas começamos bem.
O nosso tempo chegou.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA.


www.reynollds.blogspot.com ( BLOG "PENSE NISSO") 

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

O QUE REALMENTE INTERESSA

O QUE REALMENTE INTERESSA
( Reynollds Augusto)


Na vida, há poucas coisas que realmente interessam e que servirão de base para as nossas construções pessoais. As escolhas acertadas nos darão o rumo do verdadeiro norte, sem ilusões. As discussões vazias nos farão escravos da desesperança e seremos levados ao fosso, sendo dirigidos por “cegos” que conduzem “cegos”, no dizer do homem mais preparado que veio a esse “orbezinho”, Jesus de Nazaré. Aquele sim, tratava de temas que realmente interessavam.

Mas estamos tendo a
oportunidade de discutir um tema que realmente interessa para nossa bela Itaporanga, para o nosso Vale do Piancó. Nesse “bate-papo” não há “cegos” e tampouco ilusões, o que há é esperança. Estou “falando” desse encontro tão publicitado pelas palavras esclarecidas e conscientes do companheiro “Edilmo” no Itaporanga.net. O chamamento é para todos nós e temos essa obrigação e compromisso para com os filhos do presente e do futuro.

Próximo dia 09 ,quarta-feira, 14: horas ,no templo da primeira Igreja Batista de Itaporanga.

O tema é esclarecedor e libertador: A instalação do IFET em nossa
cidade.

Essas elucubrações me fez dar um salto no passado, que é a base para o futuro, e vejo o persistente TITICO PEDRO bradar à nossa Itaporanga, em seu Titico Explica, à necessidade de um curso superior em nossa Terra, mais do que a transposição do
Rio São Francisco, pelo Rio do Piancó. Não que estamos desmerecendo a sua importância, pois teríamos, dentre outras, a oportunidade de limpar o nosso Rio, tão sofrido pela deseducação popular. Mas “transpor” a educação para o nosso Vale é algo maior e a nação nos deve isso. Os “busões” da omissão política estariam com os dias contados e ficaríamos mais seguros com os nosso filhos estudando próximo de nós.

Esse é um momento ímpar para todos nós e precisamos valorar esse momento, estando presente a esse evento. É uma pena que ele vai acontecer em horário de expediente, para alguns. Mas é plenamente possível nos organizarmos para darmos o nosso “pitaco” sobre quais
cursos deveriam ser implantados. Não podemos deixar esse “bus” passar, Tenhamos compromisso.É isso que faz de todos nós verdadeiros cidadãos conscientes.

Não é importante que Deon decline o nome do vereador que afirmou não ser interessante o Campus da UEPB para Itaporanga. Talvez tenha dito isso devido ter a “certeza” que a UFCG viria para Itaporanga. E que perdemos pela falta de entusiasmo dos nossos representantes..

Não podemos perder o foco desse momento.

Atenção professores!

Atenção alunos!

Atenção Pais!

Atenção Jornalistas!

Atenção Blogueiros!


MUITA, MUITA ATENÇÃO, AGENTES POLÍTICOS!


“Quem sabe faz a hora, não espera acontecer”.


PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA.