quinta-feira, 21 de julho de 2011

SERTÃO JOVEM ESPÍRITA III - NOS BASTIDORES


 

Sertão Jovem III – Nos Bastidores

(Reynollds Augusto)




Sem uma equipe de verdade para concretizar o trabalho, a “coisa desanda” e jamais o projeto alcança o objetivo desejado. Um governante sem equipe, seja ele na esfera municipal, estadual ou federal, gera desequilíbrio e a administração se torna uma pseudo-administração. Um ponto comercial ou de trabalho sem equilíbrio e força conjunta, não chega a lugar nenhum, apesar do esforço. A mola viva do progresso são as pessoas. Uma família que não tem um senso de equipe desarmoniza o lar e ocasiona dor e desestruturação. O pai deve ser um com a mãe e os filhos devem ser “um com os pais”.


Já imaginou se a equipe do mestre Jesus não tivesse vestido a camisa do evangelho? Estávamos todos aqui sem o ponto de equilíbrio e o nosso mundo, em franco processo de evolução, estaria pior. O danado é que somos cascas duras e não sabemos ainda viver o evangelho de luz e de amor proposto pelo maior espírito que já esteve na Terra, que foi Jesus de Nazaré. Um verdadeiro código da vida feliz. O nosso orgulho nos afasta das grandes propostas da vida e o nosso egoísmo, afasta o coração da melhor fórmula do amor que é o evangelho. Mas já foi pior.

Essa noite “o comandante” do SERTÃO JOVEM, Vicente Tobias, reuniu a equipe para fazer a primeira avaliação sobre o evento e todos deram uma nota aproximada de dez, por tudo. O nosso “general” maior, Alberlando Araujo, foi representado por Paulo Porcino, pois estava em Brasília, mas mandou o seu substituto.

Paulo é alguém muito equilibrado e me faz relembrar o meu amigo e irmão Osmando Porcino, que possui uma sensatez sem par. Osmando e Paulo são irmãos de sangue, mas esse laço foi apertado com a descoberta da Doutrina Espírita que nos ensina a entender e a querer nos impulsionando a sempre fazer. Isso se chama motivação.

Mas a reunião com o grupo nos deixou muito felizes. É uma força de coesão que escolheu o Espiritismo como campo de trabalho. Analisado prós e contras, o resultado foi satisfatório, mas sempre com a perspectiva de melhora, pois perfeito, como disse Jesus, “só Pai que está nos céus”.

Eu queria nominar todos esses heróis aqui desde a secretaria até a cozinha, mas o nosso espaço não dá. Mas todos que nos ajudaram no SERTÃO JOVEM de número Seis sintam-se homenageados por esse “blogueiro da espiritualidade”. A turma já está planejando o SERTAO JOVEM DE 2012 e todos já estão na expectativa do reencontro, pois o SERTÃO JOVEM se tornou um encontro da juventude espírita da Paraíba, que somos todos nós.

Mas vale registrar alguns comentários dos jovens que participaram do evento:


Thayná Tavares – Campina Grande


“Quando estou aqui

Eu me sinto bem

O lugar, o sol, o cheiro bom me fazem bem

Se e volto é pra me refazer

Alimentar a alma

Me reconhecer

(...)

Saltam idéias ao amanhecer

(...)

Não poder buscar

Tudo aquilo que você tentou

Me mostrar


Meu lugar- Red Trip


De novo essa música porque tem tudo haver com a viagem!

Foi ótima a viagem! Exatamente o que eu estava precisando!

Muito aprendizado, muito mesmo! Muitas amizades, muito amor (no sentido mais puro da palavra) e muita luz!

Tantas coisas que meus amigos tentavam me mostrar e eu consegui perceber só nessa viagem! Agora é apressar o passo, sei que não posso fazer um novo começo, mas posso começar e fazer um novo fim! É isso que farei!

Uma frase que Fred disse em seu curso e que eu considerei a melhor definição de saudade já é dada: “Saudade é a falta que se sente do magnetismo do outros”. Citou Chico certa vez.

E é essa a saudade com a qual estou hoje do evento, de cada segundo.


Terminar aqui, com uma frase que Fred postou em seu blog sobre o Sertão Jovem e que traduz o que sinto:

“A saudade do encontro dança em meu coração e espero muito breve, rever aquelas almas queridas”

-x-x-x-

Essa é da jovem Mayla Avila:


“Cheguei ontem da cidade de Itaporanga! Poooooow! Que lugar indo!!

Antes de ir, tinha visto na programação uma trilha até o Cristo Redentor da cidade, aí pensei! “kkk estou vendo a estátua do meu tamanho e o povo achando isso o máximo”. Quando chego lá, que vejo o tamanho do Cristo: CARACAAA! Era enorme! Uns 20 metros, sei lá! Hauehauehaue. Bem feito pra mim, fazendo pouco da cidade.

O evento foi muito bom, voltei com muita coisa na mente, projetos, metas moral e espiritual. Fred é simplesmente maravilhoso, o que não é novidade prá ninguém do meio espírita! Nós da SEJA quase não chegávamos a tempo, o pessoal da UFE também, não, Otávio se perdeu no caminho... ahueueh será que não foi interferência? Mas conseguimos chegar, consegui me entrosar mais com a juventude da SEJA, que para mim foi o melhor de tudo, pois fazia tempo que tentava uma brecha pra me aproximar do pessoal. Adorei os meninos, super legais, as meninas também.

O melhor de tudo foi um mocinho lá, que achou que eu tinha no máximo 17 anos AHUEAHUEAHUE. Bem que eu gostarei de ter nessa viagem, teria sido bem mais divertida. Hihihih.

Enfim, foi o primeiro evento espírita jovem que participei e com certeza, enquanto tiver essa carinha de mocinha de 17 anos, continuarei indo com o pessoal do SEJA para esses eventos”

Postado por Mayla.




PENSE NISSO! MAS NÃO ESQUEÇA.

E NÃO PERCA O SERTÃO JOVEM ESPÍRITA DE 2012.


































































































terça-feira, 19 de julho de 2011

SERTAO JOVEM ESPÍRITA II - O VALE ILUMINADO

SERTÃO JOVEM II – O VALE ILUMINADO
(Reynollds Augusto)

O nosso irmão FRED MENEZES, de Pernambuco, em sua fala, de grande importância para os nossos corações sedentos de paz e de conhecimento, asseverou que há pessoas que vêm à Terra e deixam um rastro de luz pelo caminho.  Francisco de Assis foi um deles. A imagem foi perfeita a nos indicar o caminho a seguir e nos ensinar a desgarrar das ilusões da passagem. Sem falar que coube perfeitamente no ambiente católico, pois Francisco veio “para reconstruir a igreja”, que era algo bem mais amplo do que apenas a igreja física, no dizer do nosso expositor. O VI SERTÃO JOVEM deste ano, vai deixar saudades e um rastro de luz no VALE DO PIANCÓ. O Colégio Diocesano, do PADRE ZÉ, é o lugar perfeito para a juventude paraibana se reunir anualmente.
O Colégio Diocesano sempre foi um lugar abençoado por Deus e sucessivamente formou e forma grandes homens, a exemplo do internacional RADEGUNDES FEITOSA, que partiu cedo para o mundo espiritual. RADEGUNDES deve estar, junto com o nosso bem feitor PADRE ZÉ, feliz por tal encontro, que higieniza a mente jovem, à busca dos valores da alma, estar se realizando agora, nesse educandário.
 RADEGUNDES E PADRE ZÉ, como FRANCISCO DE ASSIS, guardado as devida proporções, e cada um em suas áreas de evolução, foram expressões que também deixaram um rastro de luz nessa terra abençoada em que residem espíritos de muita boa vontade e amor.
O nosso palestrante central Fred, defendeu com muita propriedade que a proposta de Jesus é factível para as nossas vidas, senão, ele não teria “descido” de tão alto para propor algo irrealizável para o ser humano. A dificuldade é que somos espíritos ainda “pequenos”, mas com enormes potencialidades:
Vós sois deuses. Podereis fazer tudo que eu faço e muito mais, se o quiserdes”. (Jesus)
Esses encontros atiçam o nosso querer e nos motivam a ser um com Francisco De Assis, a ser um com Jesus de Nazareth.
Quem mandou bem foi o meu irmão NETO BATISTA, que em companhia de CARLOS SÉRGIO desenvolveu o tema “Fenômenos mediúnicos comuns e incomuns”. A “meninada” estava expectante com o tema desenvolvido.
Mas satisfatório mesmo foi o reencontro desses irmãos e amigos de tempos inesquecíveis. Todas as vezes que reencontro com NETO E NEIDINHA, a emoção me invade a alma e com isso minimizo a tese do grande Einstein que passado, presente e futuro seria uma grande mentira. No meu mundo subjetivo o passado é “concreto” e relembro os dias em que eu, Neto, Neidinha, Haulison, Sandra, Alessandra, Vaninha, saíamos pelas ruas de Itaporanga a espraiar a Doutrina de Amor que é o espiritismo. Uma espécie de terceira fase para a humanidade. É como se Deus nos estivesse dando uma terceira chance para nos redimir dos erros e voltar à estrada certa em direção da luz.  O povo de então, em um período que se matava em Itaporanga, como diz um amigo meu, “só para ver a queda”, ficava desconfiado com aquela turma que se reunia para estudar, discutir, uma Doutrina que era “do diabo”. Eles não entendiam como jovens com tanta energia saíam por aí, divulgando mensagens espíritas, fazendo campanhas do quilo e tudo mais. Hoje vemos o quanto a semeadura foi importante e estamos sediando um dos maiores eventos para jovens da Paraíba e em um ambiente católico, ornamentado por um pastor evangélico, muito simpático. São momentos que estão gravados no éter na vida e nos nossos corações de espíritos imortais.
Não podia deixar de mencionar a presença do irmão JOSÉ OTÁVIO, da cidade de Campina Grande e professor universitário, que veio trabalhar com a juventude o tema “Desenvolver e Educar a Mediunidade”.  Otávio sabe do que fala e nos esclareceu muito acerca do tema. O homem se perdeu no caminho, mas logo viu de longe a luz do Cristo Rei, obra do Padre Zé, e retornou a estrada para vir iluminar as mentes juvenis da Paraíba, sobre o tema proposto.
A mediunidade é um canal aberto de comunicação com o mundo espiritual e todos somos mais ou menos médiuns, segundo o professor Alan Kardec. Desde que o homem é homem sempre existiu essa porta de comunicação. Antigamente os médiuns eram chamados de profetas e estão espalhados pela Bíblia em grande monta. Se tirarmos a mediunidade da Bíblia, ela fica vazia.
Só nos resta esperar o SERTÃO JOVEM DE 2012, que parece distante, mas está pertinho, pertinho, pois segundo o grande pensador cientista “O Tempo é uma ilusão”.

PENSE NISSO! E NÃO SE ESQUEÇA.