sexta-feira, 21 de maio de 2010

A Praga da Corrupção

A Praga da Corrupção
( Reynollds Augusto)

Alguns defendem que essa corrupção, quase que generalizada nas esferas de poder, é o resultado do longo processo de colonização implementada por nossos irmãos portugueses que não souberam se conduzir bem no aporte às “terras do cruzeiro do sul”. Diz-se ser um resultado cultural oriundo da ganância primeva de um povo que aqui veio para apenas explorar, surrupiar, “vampirizar” a nossa Terra amada. Essa tese tem sua razão de ser em certo enfoque, mas creio que em verdade o desmantelo da moral de alguns brasileiros é o resultado da condição de espíritos atrasados que ainda somos. De outra sorte há a turma do bem que prima pela honestidade e que poderia muito bem conduzir os destinos desse país, mas são tímidos. Os Espíritos dizem que esse estado de coisas que assola a humanidade não se reverte, tendo em vista os “bons serem tímidos”. E é verdade! A nossa omissão, a nossa passividade, e as amarras da ignorância política é o resultado da cultura dos dominadores que sempre deixaram o povo de fora das decisões e como também, da timidez daqueles que não querem se movimentar para dar sua contribuição.

Vemos que geralmente quem se candidata a cargos políticos são os mesmos personagens com as velhas idéias. Não mudam a fórmula de enganar o povo e a este mesmo povo está formulado a viver observando de longe o teatro do faz de conta. “Todo povo tem o governo que merece”.

Jesus, o ser mais perfeito que veio à Terra ensinar a humanidade progredir, fazia a sua política, que era a política de Deus e combatia veementemente os hipócritas da época. Tinha moral para isso, pois vivia o que ensinava e revolucionou o pensamento humano pregando o amor, palavra tão desgastada pelas mentes em desalinho. O amor, que é gênero, se fosse realmente aplicados nos impositivos da vida, o cenário estaria bem melhor. Mas tudo isso é um processo e as “coisas” estão melhorando, pois tem muita gente boa, consciente, nos demais setores sociais e isso vai se refletir na política, no tempo certo.

Ninguém conseguirá fugir da ordem divina que como um rolo compressor atinge a todos indiscriminadamente impelindo o ser humano a optar pela justeza de tudo e a “semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”. A vida nos compensa e nos pune com as nossas ações e os nossos pensamentos, que são energias do espírito humano. Não haverá mais os “lava mãos” e vamos ser responsabilizados por tudo, pois a lei de causa e efeito nos atingirá a todos e a nossa omissão, também, repercute diante das leis de vida que regula o planeta para que ele seja a morada dos bons em futuro não muito distante. Tem muito espírito encarnado que vai passar por durezas no mundo espiritual que é a resultante do que pensa e do que faz. É a colheita.

No nosso ordenamento jurídico o direito não consegue “pegar” o que está latente, no imo, pois essa subjetividade não lhe interessa. Quando o pensamento se transforma em ação e é materializado no mundo dos fatos é que o Estado desperta para punir aquele que “pecou”, que agiu mal, que quebrou os valores da sociedade. Mas o DIREITO DE DEUS é diferente, ele “viaja” pela mente e pelo coração e é lá, na consciência, que está escrito as leis de Deus e não em nenhuma escritura dita sagrada. O pensamento sujo indica a condição em que nos encontramos e isso fará diferença nas escolhas “entre os bodes e as ovelhas” e não permitirá que reencarnemos mais aqui devido ao nosso estado de espírito atrasado. Tem muita gente que ta “morrendo” e não pode mais voltar. Escolheu a sua morada onde haverá “prantos e ranger de dentes” até que possam mudar de condição conscientemente.

PENSE NISSO! MA PENSE AGORA!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Revitalização da Getúlio Vargas

Revitalização da Getúlio Vargas
(Reynollds Augusto)


Nada mais salutar do que despertar cedinho e realizar uma caminhada urbana. Não há carros, não há barulho e o sol vem surgindo preguiçosamente iluminando a vida, dando a esperança de um novo recomeço para todos nós. Cada dia um recomeço cada recomeço uma oportunidade de acertar e seguir em frente sem titubear. Quem olha muito para trás perde a oportunidade de se desvencilhar das amarras, dos equívocos e não consegue se fixar nas oportunidades e olhar para frente. Lembrei-me de Jesus: “... não olhes para trás... siga-me”.

Mas todos os dias faço a minha caminhada com o meu amigo BOOMER. Cachorro “pé-duro de raça da gema” e esperto. Dizem que ele é muito feio, mas eu acho que não. Ele é ,digamos, diferente. E na minha caminhada urbana observei que a Avenida Getúlio Vargas está sendo revitalizada e o mais importante é que nesse processo de revitalização identifiquei o bom senso da administração em não arrancar a velha árvore que está de frente ao Novo Mundo Center do empreendedor Cícero Carneiro. Em tempos de penúria ecológica é preciso preservar as nossas irmãs árvores e todo o processo de substituição indica que é preciso revitalizar sem destruir ou destruindo o mínimo possível. Pena que os novos canteiros, com as novas árvores, não possam ser estendidos até o fim da rua, como era antes. Seria uma justiça à natureza que foi lesada quando arrancaram as árvores do local para dar espaço às festas da ilusão. Mas de qualquer maneira a administração municipal na pessoa do Djaci Brasileiro, tem o meu aplauso. Que a revitalização possa atingir todas as ruas...

No capítulo VI de O LIVRO DOS ESPÍRITOS, Kardec interrogou acerca da Lei de Destruição e os espíritos responderam que era preciso que tudo se destrua para renascer e se regenerar. Tudo é um processo de transformação e não destruição, fazendo parte do mecanismo da vida que tem o fito de renovar e melhorar os seres vivos. A lei de destruição é uma lei natural e naturalmente deve ser observada. O homem como partícipe desse processo deve “destruir” com responsabilidade e é por isso que em temos hodierno a consciência coletiva está pouco a pouco aderindo ao desenvolvimento sustentável, para que os filhos do futuro não sofram com atitudes impensadas e irresponsáveis. Agora, é bom que se saiba que toda destruição que acontece antes do tempo produz dores tremendas e é o que estamos vendo com a reação do planeta às investidas capitalistas do mundo moderno. Estamos produzindo bobagens demais. Estamos consumindo o que não necessitamos. Não há tanta matéria prima para tamanha irresponsabilidade e a idéia de felicidade ligada ao ‘ter” sacrifica o planeta que não sabe onde colocar tanto lixo.

É preciso revigorar a vida, enriquecer as paisagens, com sustentação. É preciso sair por ai cedinho e sentir a brisa da manhã que desperta e se encantar com o sol que renasce vigoroso. É preciso possuir um animal de estimação e tratá-lo com amor.Os animais amam os seus donos sem interesses. Amam por amar. Isso é sentimento instintivo e vem de sua natureza. É preciso embelezar a nossa cidade e torná-la cada vez mais agradável... como diz a música : “ é preciso saber viver”.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA.

Hipocrisia, a Montaria da Ganância

por Jesus Soares da Fonseca

Minha mãe gostava de contar a nós, seus filhos menores, estórias engraçadas que continham em seu bojo verdadeiras lições de vida, embora ainda não pudéssemos chegar ao cerne da questão, por ainda estarmos com a inteligência em desenvolvimento!

As peripécias internacionais e nacionais dos dias atuais me fazem lembrar de um daqueles contos ouvidos na infância e, agora sim, já com a inteligência amadurecida posso ir lá no fundo e verificar o que estava escondido, o que antes era impossível observar e discernir. E minha Mãe narrava! Dois homens conversavam, sentados num banco de uma praça de certa cidade do interior, sobre o que mais gostavam de fazer. Um deles dizia que ainda iria caçar a onça que estava a aterrorizar a vizinhança. O outro, invejoso por natureza, zombava do companheiro e a cada passo da conversa de seu amigo, impunha-lhe ou criava-lhe uma dificuldade impossível de ser contornada. Dizia: - Tenha cuidado amigo, esta onça é feroz e poderá lhe matar! – Para isto eu tenho uma boa arma, respondia o caçador! – E se arma falhar e não disparar? – Bom, neste caso, eu tenho um bom par de pernas e me porei a correr! – Só que a onça é mais ágil e corre mais que tu! – Em todo caso, subirei numa árvore! – E se a onça cavar e derrubar a árvore?

Em novembro passado, o Conselho de Segurança da ONU elaborou uma proposta ao Irã no tocante ao seu programa nuclear. Ou o País dos Aiatolás aceitava as normas impostas pelo CSO ou este Conselho aplicaria severas sanções à Nação Iraniana, incluindo aí, não só o isolamento político-econômico como, se fosse o caso, possível retaliação bélica. Nenhum Ser Humano, por mais humilde que seja ou pareça, aceita ameaças ou imposições contra si, mesmo que não esteja cumprindo as normas legais de vida. Uma Nação é a representação de um Povo, um Todo de Seres Humanos e como tal também não é afeita a aceitar normas que lhe são impostas, pois aí prevalece o orgulho próprio natural. O diálogo, neste caso, é o essencial, é a mola mestra que poderá resolver quase todo impasse.

Luis Inácio da Silva Lula, o metalúrgico, o sem dedo, o analfabeto, o pobretão, o apedeuta, o pinguço, o ousado (não no verdadeiro sentido, mas como metido), o tirano, o megalomaníaco e um sem números destes adjetivos impostos por uma súcia, vem mostrando a esta Casta idiotizada que esta teoria vai de encontro ao que a Prática nos tem e tem mostrado ao Mundo a seu respeito. A Teoria infame é vencida no dia a dia por este Ser Humano brioso que procura com denodo a busca pela igualdade social entre os Povos, em particular, por sua gente, por seus patrícios. A frondosa árvore da injustiça político-social-econômica, plantada em 22 de abril de 1500, após 503 anos de produção de maus frutos começou a ter seus galhos ceifados a partir de 2003. A poda já foi grande, acontece que plantada há cinco séculos, a árvore da injustiça tem suas raízes profundas e não vai ser de um dia para outro, ou mesmo de um mandato para outro, que se poderão arrancar os males que dizimam as classes mais oprimidas há meio milênio.

Pois bem, o Presidente de nossa Nação com sua política voltada principalmente para a Paz achou de ser o mediador, ser o mensageiro capaz de fazer entender aos litigantes que com um bom diálogo pode-se estabelecer um entendimento. Segundo a ótica estadunidense com condução aos membros do Conselho, o Irã enriquece o Urânio não com a finalidade de desenvolvimento científico em seu País, mas com um pensamento bélico, com fins militares, para fabricação da Bomba atômica, daí as propostas sugeridas pelo Conselho de Segurança da ONU. Foram exatamente estas propostas da ONU, as levadas ao Presidente Iraniano por Lula sem acréscimo ou decréscimo de item algum, ou seja, o Irã enviará para Turquia 1.200 quilos de urânio enriquecido a 3% para receber, após um ano, 120 quilos deste mesmo urânio enriquecido a 20% para alimentarem o seu reator de pesquisas científicas, com a fiscalização de membros da Agencia Internacional de Energia Atômica na Turquia.

É sabido pela Comunidade Científica que o Urânio enriquecido acima dos 20% é o início da fabricação de armas nucleares como a bomba atômica. Assim, façamos um parêntese neste enredo e vamos procurar analisar calmamente o que acontece em redor de nosso Planeta. Segundo o próprio Estados Unidos, o País possuía em 1967 mais de 31 mil armas nucleares, então num gesto altruístico (e bote altruísmo nisso, parece até filme de ficção) o País reduziu o seu arsenal em torno de 84%, possuindo hoje em torno de 5.113 ogivas nucleares ativas. Que gesto! Como são pacíficos! Esqueceram um pequeno detalhe: com apenas 100 destas ogivas detonadas, o Mundo vira Pó, só isso!

Este anúncio foi feito durante a reunião do Tratado de Não Proliferação Nuclear (TNP), na sede da ONU em Nova York, num gesto de boa vontade e de bom exemplo dos moços ali do Norte de nosso Continente. Ah, tem outro detalhe, também! 4.600 destas armas desativadas até o presente momento não foram desmontadas. Para nós leigos, é como se tirassem as balas de muitos revólveres para quando houver necessidade, recarregá-los. Por outro lado, dentro desta estatística estadunidense não estão computadas as armas que “enfeitam” os submarinos nucleares, os navios de guerra espalhados pelos Oceanos, as ogivas instaladas em seis países europeus, sob sigilo, etc e tal. Beleza!

E a Rússia? Ah, o País da Vodka tem apenas 5.000 ogivas operacionais, pouco, ein? A França, caladinha, tem lá no seu arsenal apenas 350 ogivas operacionais. A Grã Bretanha arquiva 200 ogivas operacionais, a China em torno de 210, Paquistão brinca com 60, Índia se diverte, também, com 60 ogivas, Coreia do Norte olha esta turma aí acima com suas 10. E Israel? Ganha um chocolate quem souber! Há vários artigos sobre o assunto que dão conta ser o Estado Sionista possuidor de mais de 500 ogivas, além de um portentoso e sofisticado sistema de lançamento. Se algum curioso ou pesquisador quiser saber mais sobre o ameaçador estado de Israel, leia o artigo de John Steinback no site -
http://www.globalresearch.ca/index.php?context=viewArticle&code=STE20070107&articleId=4365

Toda esta turma citada acima que se diverte com a fabricação de armas nucleares faz parte de um conselho ou Tratado sobre a Não proliferação de Armas Atômicas, sobre a regência de um Filipino, com exceção de Índia, Paquistão, Coréia do Norte e Israel que pouco se lixa para o que sai de tal conselho.

Agora vamos ao engraçado da estória. Índia e Paquistão são detentores de armas atômicas. São inimigos desde a independência da Região que estava sob o domínio da Coroa Britânica até que Ghandi a libertou. Após a morte do grande Líder, seus seguidores mais próximos não se entenderam e foi feita a separação com a criação do Paquistão e da Índia. Acontece que um Estado, que fica entra as duas, a Caxemira, é desejado pelos dois vizinhos, ambos, como já mostramos, detentores de potente arsenal nuclear de alto poder de destruição em massa e que, duas a três vezes no ano, vivem mostrando forças, tornando-se um sério perigo à Paz Mundial.

Israel vive as turras com seus vizinhos, ditando as normas que bem entende, sob o aval dos Estados Unidos, lá na Palestina e inclusive vive insuflando estadunidenses a invadirem o Irã. Então vem a pergunta. Porque Países de ação bélica como o próprio Estados Unidos, Israel, podem ter artefatos nucleares e outros Países, não? Porque Grã Bretanha, França, Rússia, China, Paquistão, Índia podem estar armados a vida inteira e outras Nações, não? Eles, armados até os dentes, estão nos chamando de irresponsáveis, claro, se aquelas Nações podem ter armas atômicas é porque o restante do Mundo é incapaz de possuí-las! É um argumento lóxico! E eu faço até um argumento ao contrário: por que a maioria de Países no Mundo não tem armas e Eles têm? Com isto quero dizer que grande maioria da Comunidade Internacional quer ver um Mundo sem artefatos capazes de destruí-lo, consequentemente, contrários à Paz.

Mas o que está em jogo é a ambição, é o desejo mórbido do domínio. Como um País vive apregoando que quer um Mundo Livre e se esconde por trás de um arsenal capaz de destruir este mesmo Mundo em questão de segundos? Parece-me que ainda está em voga uma das tantas máximas militares de Publius Flavius Vegetius, segundo alguns historiadores, um escritor de táticas militares e bajulador emérito do imperador Teodósio: Civis Pacem Parabellum – Se queres a Paz, prepara a Guerra. No Seminário, quando nós estudávamos o cidadão, fazíamos troça da oração – os civis partem para a luta com parabelo.

Com efeito, os Estados Unidos aqui no Ocidente e seu espelho, Israel, lá no Oriente acham-se como o Irmão mais velho, o mais responsável, o mais experiente, logo, aquele que tem o direito de ser o dono do Mundo.

O Mundo inteiro se compadeceu do povo Judeu quando um maluco sanguinário quis destruí-lo, na Segunda Grande Guerra. Outro, no ano 70 de nossa era, já havia tentado a sua destruição, o Imperador Tito quando provocou a diáspora, a dispersão do povo hebreu pelo mundo. Terminada a Segunda Grande Guerra, quase todas as Nações Ocidentais se rejubilaram com a volta dos Israelitas ao seu antigo território. Acontece que a Palestina era terra, também, de outro povo, razão de um entendimento, chamado Resolução de Partilha em que Israel ocuparia 53% do Território. E que fez Israel ou o que faz? Hoje, o povo Judeu já domina 75% da outrora Palestina, ou seja, ultrapassou em 22% o que foi estabelecido na Resolução.

O Iraque era suspeito de possuir armas de destruição em massa. Ficou comprovado que nada havia lá nas Terras das Mil e Uma Noites, mas assim mesmo foi invadido e os pretextos todos nós sabemos quais eram, o domínio de seu Petróleo. Hoje a Nação vive arrasada com constantes atos terroristas a dizimar inocentes.

Então, este filme é mais antigo que a criação do cinema! Agora, há o pretexto do enriquecimento do Urânio para fins bélicos por parte do Irã. A Diplomacia de muitos Países, ditos Importantes, falhou no diálogo com o Governo Iraniano. O Brasil e a Turquia diplomaticamente conseguiram o que o mundo pacífico desejava, a compreensão do Irã assinando aquela Resolução feita pela ONU.

Lula partiu para caçar a onça! A estória contada acima é exposta no momento com outras palavras. E se o Irã não cumprir o que assinou? E se Ele continuar enriquecendo Urânio? E se blá, blá, blá....? Para que tanta hipocrisia? Respeitem o que foi acatado pela Nação Iraniana com a intermediação Turco-Brasileira!

Aqui, no Brasil, discursos foram preparados com antecedência para fazer galhofas do Presidente, para zombarem do que chamavam de sonhos, todos antevendo o fracasso de Lula. Chamar isto que reside aí no Congresso de OPOSIÇÂO é mais que ridículo. Uma OPOSIÇÃO verdadeiramente em termos democráticos é aquela que deve se opor as coisas más de um Governo, que deve fiscalizar e analisar com inteligência projetos governamentais, retirando o que não é de serventia à população, acrescentando o que pode favorecer o Progresso de Uma Nação, etc, etc. Num caso como o que vimos, todo o País deveria se rejubilar pelo feito histórico de seu Presidente perante a Comunidade Internacional, todos irmanados, inclusive aqueles que foram eleitos para compor uma Real Democracia, SITUAÇÃO e OPOSIÇÂO. E o que vimos? Coisas mesquinhas, politiqueiras! Senadores achando que a ação de Lula foi uma palhaçada! Outros, não querendo ser tão explícitos em seus pobres pensamentos, falando do alto da Tribuna que só acredita no êxito da missão depois que os Estados Unidos se pronunciarem.
Finalmente, podemos ver como será os destinos do Brasil, caso Serra seja eleito. Esta OPOSIÇÃO que aí está, defensora de sua candidatura, diz-nos claramente que voltaremos a ser capachos dos Estados Unidos, que teremos em nossas plagas a volta do FMI com suas imposições de arrocho contra a população, como vimos no Governo FHC, que seremos partícipes da famigerada ALCA que dominará toda Economia Brasileira ditando suas normas, claro, com proveito para os filhos de TIO SAM. Duvida? Quer testar? Eleja Serra!

domingo, 16 de maio de 2010

1° Encontro Regional de Magistrados Espíritas


1.º Encontro Regional de Magistrados Espíritas – Associação Brasileira de Magistrados Espíritas -ABRAME/NE


Tema: DIÁLOGO entre Justiça e Sociedade.
- Uma forma diferente de abordar a Justiça; um novo olhar sobre a vida.
O Encontro será realizado nos dias 21 e 22 deste mês de maio, próximo final de semana, respectivamente sexta-feira e sábado.
O evento conta com o apoio da Federação Espírita Paraibana, Associação Municipal de Espiritismo – AME, Núcleo de Estudos da Doutrina Espírita- NEDE, dentre outros.
Ingresso: 1kg de alimento não perecível.
LOCAL: Auditório do Tribunal do Júri – Fórum Affonso Campos – Campina Grande – PB.
PROGRAMAÇÃO SEXTA-FEIRA - 21/05
20:00 h – Solenidade de Abertura
Hino Nacional
Apresentação Artística
Pronunciamento
Weimar Muniz de Oliveira – Presidente da ABRAME
Des. Luiz Sílvio Ramalho Júnior - Presidente do TJ-PB
Palestra Inaugural: Frederico Menezes
SÁBADO - 22/05
08:00 h – Instalação dos Trabalhos
08:30 h – Palestra – “QUE FIZESTE DOS FILHOS QUE VOS
CONFIEI?”
Expositor – Humberto Vasconcelos Júnior – Juiz de Direito/Recife-PE
09:30 h – Intervalo
10:00 h – Painel: “TERNINALIDADE DA VIDA, EUTANÁSIA, ANECEFALIA E ABORTO”
Expositores – José Raimundo de Lima – Procurador de Justiça – Presidente da FEPB
Carlos Roberto de Oliveira – Médico – Presidente da Associação Médico-Espírita de CG-PB
Bernardo Antônio Silva Lacerda – Juiz de Direito/Souza-PB
12:00 h – Almoço
14:00 h – Painel: “Justiça Restaurativa e Justiça Terapêutica”
Expositores – Rosemeire Lopes Fernandes – Juíza do Trabalho/Itapetinga-BA
Eduardo Guilliod Maranhão – Juiz de Direito/Recife-PE
Cláudio Antônio de Carvalho Xavier – Juiz de Direito/Campina Grande-PB
16:00 h – Intervalo
16:30 h – Palestra de Encarramento: “DIREITO PÓSITIVO X DIREITO NATURAL”
Expositor – Weimar Muniz de Oliveira – Juiz de Direito/GO - Presidente da ABRAME e da FEEGO
17:30 h – Apresentação Artística
18:00 h – Solenidade de Encerramento


Eduardo Maia Coordenador da ADE-PB (83) (8712-9005 - provisório) – 3512-8327 eduardo-maia@oi.com.br

Encerrada a Primeira Mostra de Cultura Espírita Chico Xavier na Câmara Municipal de Itaporanga

A Primeira Mostra de Cultura Espírita CHICO XAVIER é Encerrada na Casa Adauto Antônio de Araujo com Chave de Ouro

O Mineiro do século CHICO XAVIER foi homenageado em praticamente todas as Casas Legislativas da Nação. No Senado Nacional as grandes expressões políticas do cenário nacional se fizeram presentes e homenageou aquele que foi cognominado O HOMEM CHAMADO AMOR, com relevantes serviços sociais prestados à Nação. Na Paraíba, a primeira Câmara Legislativa a instituir o dia 18 DE ABRIL, como o dia Municipal do Espiritismo foi a de Itaporanga, como a proposição do Vereador Herculano Pereira e o fenômeno desencadeou uma ação em massa levando muitas outras casas a fazerem o mesmo e até a Assembléia Legislativa do Estado homenageou o Médium do Bem , com a iniciativa da Deputada Iraê Lucena, que já recebeu comunicação Espiritual do seu Pai e ex-senador HUMBERTO LUCENA.

O empresário JOSÉ CAMPOS, coordenador do Movimento Espírita do Vale do Piancó abriu o evento agradecendo os vereadores por cederem a Casa Legislativa para que a Primeira Mostra fosse efetivada e realçou a vida daquele que quase ganhou o Prêmio Nobel da Paz.

Chico foi um marco no Movimento Espírita do Brasil e do mundo, pois a sua pena dirigida por inúmeros espíritos iluminados complementou a Codificação Espírita e o seu trabalho de caridade desenvolvido trouxe influência profunda no Movimento Espírita. Nunca se distanciou dos ensinos contidos na Obras da Codificação onde está a Doutrina Espírita e com a sua mediunidade ampliou a visão da humanidade no que diz respeito à vida e à morte que são processos de evolução espiritual no espírito que é imortal.

O evento se encerrou com palestra do expositor patoense ANTONIEL CLEMENTINO que trouxe um pouco da vida de CHICO XAVIER e impressionou os presentes. Houve momentos de grandeza como aquele em que ele foi entrevistado no PROGRAMA PINGA FOGO da extinta TV Tupi e imagens de seu sepultamento que aconteceu em época do pentacampeonato brasileiro e que levou milhares de pessoas a acompanhar o corpo daquele espírito que alguns defendem ter sido a reencarnação do professor ALAN KARDEC.

O Centro Espírita Jesus de Nazareth que há mais de quarenta anos divulga a mensagem espírita no Vale do Piancó, representado pelo seu presidente VICENTE TOBIAS, foi quem realizou o evento de suma importância para a comunidade espírita de Itaporanga e para as pessoas que admiram aquele homem chamado amor, pois a sua vida e a sua obra vai além das atividades puramente espíritas e isso é observado especialmente quando os livros espíritas são disponibilizados em praticamente todas as grandes livrarias do Brasil e do mundo.

Chico foi (é) um orgulho para a Nação brasileira