quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

O Marasmo irá Continuar


Por Lucas em 19/2/2009

Pois é meu caro Saulo, eu jamais pensava em poder ler novamente uma cartinha enigmática! Que bom! Pena que não podemos colocar as figurinhas que dão mais brilhantismo a sua leitura, tornando-a um pouco misteriosa. Ou podemos? Não, não podemos! Os figurões, sim, mesmo em forma de gnomos, duendes, saltimbancos e volantins! Se vivo, Richard Wagner ao invés de compor a Ópera - O anel do nibelungo, faria - O anel dos tubarões, claro, com o enredo um tanto modificado, pois não haveria necessidade de chamar o anão Alberico para roubar o anel das distraidas donzelas do Reno, pois ele já está roubado. Mas, o parto desta donzela foi difícil mesmo, talvez, em virtude da longa gestação com tres ameaças de aborto.

O medo, agora, é que com a entrada livre do Maranhão, a donzela possa entrar em estado de eclampsia, com muita proteinúria, vindo a sucumbir, mesmo com a retirada da placenta. Pobre Paraiba! Nunca um adágio popular caiu tão bem em suas plagas: “Se correr o bicho pega se ficar o bicho come”! O mais interessante e triste da estória, é que para o paraibano não aconteceu a despedida forçada de um político e a entrada de outro. O que se viu foi a derrota de um time de futebol de nome Cássio e a vitória de outro chamado Maranhão. Foi a disputa de uma melhor de três! Os fanáticos torcedores, como das vezes anteriores, sairam às ruas em passeatas, soltando fogos de artifícios em comemoração a triste vitória de seu escrete e a bem sucedida derrota do esquadrão adversário, para honra e glória dos vivaldinos.

Em Itaporanga, entre os estampidos dos rojões e o brilho das lágrimas dos fogos de artifício, já surgiram os pseudo secretários fazendo suas nomeações, aleatoriamente, mostrando ao eleitor incauto que o quinhão é para ser repartido, somente entre a horda de ratoneiros. Quanta zombaria! Pobre eleitor paraibano! É como disse Jesus Fonseca, em um de seus artigos, “na Paraiba, Governo bom é aquele que paga ao funcionalismo em dia”, isto, apenas, basta. O Estado? Continua um dos mais atrasados da União, porém um dos primeiros em pistolagem. Que beleza!

Caro Saulo, se tu conheces as Enigmáticas, certamente, tens conhecimento das charadas aferesadas, novíssimas, sincopadas, apocopadas, etc. Aferesando uma delas, te digo: eu usaria aquele “pequeno instrumento cortante”, se meu “cabelo branco fosse com ENE”, para te falar da melancolia da pretensiosa “mulher” 4 –(1). Pois é, a derrocada do homem deixou muita gente boa frustada! Creio mesmo, que aqueles prognósticos, que tu fizestes numa determinada matéria, concretizem-se, a partir de agora. Na falta do pastor, as ovelhas vão começar a se desgarrarem, vão perder o rumo do aprisco e o entrelaço de grampas, com grandes trombadas vão acontecer, já. Atchim, Dengoso, Mestre ou qualquer da espécie irão trombar com qualquer ovino que encontrar. E o Povo? O povo, certamente, irá achar engraçado, pelos bares, pelas barbearias ou outros pontos quaisquer da cidade! E haja atraso! E haja marasmo!

Um abraço!
.