domingo, 18 de janeiro de 2009

Ao receber a toga de conselheiro do TCE-RO Chico Paraíba diz que não quer mais saber de apelido

.
O ex-deputado estadual por Rondônia, Chico Paraíba (foto), não quer mais ser conhecido pelo apelido que o consagrou, fazendo referência ao Estado de origem. Depois de ser empossado como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RO), na semana passada (dia 08), o ex-parlamentar disse que quer ser conhecido por Francisco Carvalho da Silva. Ele foi indicado para ocupar o cargo pela Assembléia Legislativa no ano passado.

Já empossado, Chico Paraíba, na ocasião, narrou sua trajetória até chegar ao posto de conselheiro. Ele disse que já foi vários "chicos". - Em Rondônia - lembrou ele- fui Chico da Emater, Chico Paraíba, como prefeito e deputado, e agora o presidente desta Corte, José de Melo, quer que eu passe a ser chamado, após 51 anos, do meu verdadeiro nome: Francisco de Carvalho da Silva. "E é assim que eu quero ser chamado doravante", frisou. Em rico e longo discurso, ele destacou que teve seu nome aprovado por unanimidade na Assembléia para assumir o cargo indicado pelo governador Ivo Cassol.

"Como prefeito de Presidente Médici tive uma experiência administrativa que dá para traçar parâmetros para o meu trabalho. Hoje o TC está mais aperfeiçoado no julgamento das contas públicas. A atuação é dinâmica e possibilita orientar as prefeituras nas finanças sem prejudicar as administrações. E é neste sentido que eu quero trabalhar", disse.

Chico recebendo a toga de conselheiro do TCE-RO
A solenidade de posse contou com a presença do governador Ivo Cassol, presidente da Assembléia Legislativa, deputado Neodi, vice-presidente do Tribunal de Justiça, Walter Waltenberg Júnior, procurador-geral de Justiça, Abdiel Ramos Figueira, conselheiro do Tribunal de Contas do Mato Grosso, Humberto Bosaipo, deputados estaduais: Luizinho Goebel (PV), Amauri dos Santos (PMDB), Valter Araújo (PTB), Luiz Cláudio (PTN), Ribamar Araújo (PT), Daniela Amorim (PTB), Alexandre Brito (PSC), Tiziu Jidalias (PMDB), Ezequiel Neiva (PPS) e Jair Mioto (PPS), além de prefeitos, vereadores, secretários e lideranças políticas do Estado.
blog do Ricardo